“Estamos prontos para fazer um dos melhores carnavais”, diz presidente da Liesf

Atualizado

O presidente da Liesf Fábio Botelho – Foto: Anderson Coelho/ND

Em seu último Carnaval como presidente da Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis), Fábio Botelho espera deixar um legado como gestão. No evento de assinatura da parceria do Grupo RIC e Liesf, ele falou sobre a expectativa e como está tudo organizado para a folia: neste mês de novembro começam a ser pagas as parcelas do convênio com as escolas e a infraestrutura já está toda planejada. Também falou da volta da transmissão da festa pela RICTV | Record TV. Confira entrevista com Botelho:

Leia também:

Qual a expectativa para o Carnaval 2020?

“Está tudo pronto. Tudo organizado. Estamos com um modelo de Carnaval com a iniciativa privada, que vai custear toda a parte de infraestrutura, que é a RK Eventos. A Prefeitura, tudo o que diz respeito à parte dela já está tudo pronto. Nós agradecemos demais ao prefeito Gean (Loureiro) pela ajuda que tem dado e à palavra, o cumprimento de todos os tratados que fez com as escolas e agora, para fechar com chave de ouro, o carnaval vai voltar à RICTV, com uma visão de futuro, uma visão de planejamento. É o último ano da minha gestão e a gente está deixando um legado”.

Você disse que já está tudo pronto para o próximo Carnaval. Como vai funcionar o Carnaval 2020?

Na parte de infraestrutura, com a empresa RK Entretenimento, já está tudo definido. A novidades que estão por vir, a gente vai soltando aos poucos, mas toda a parte de infraestrutura está pronta, a parte de convênio com as escolas também já está encaminhada. O prefeito definiu o primeiro repasse ainda para este ano. O grosso desse valor é investido pela iniciativa privada. Estamos prontos para fazer talvez um dos melhores carnavais dos últimos tempos.

É o seu último Carnaval como presidente da Liesf. Qual a sua expectativa para o futuro do carnaval de Florianópolis?

A gente precisou trabalhar um modelo diferente de gestão. É meu último ano. A gente fecha o ciclo da minha gestão em abril e eu não fico na liga depois disso. Eu acho que o grande legado que a gente está deixando é esse entendimento e esse ajuste em todas as agremiações e o entendimento de que a liga é só uma facilitadora, só uma articuladora. Isso tá fazendo com que a gente tenha mais credibilidade e possa garantir os carnavais futuros.

Qual a importância da parceria com o Grupo RIC para o Carnaval da cidade?

A gente definiu um projeto de médio a longo prazo com uma empresa como a RIC, que vem crescendo em sua audiência. Mas, principalmente pela maneira como a RIC abraçou o Carnaval, abraçou o projeto. A importância é fazer com que as pessoas entendam que o carnaval não é só um dia de desfile. As escolas têm vida o ano inteiro com seus projetos sociais, criando artistas, tirando pessoas do mau caminho e trazendo cada vez mais solidariedade.

Mais conteúdo sobre

Geral