Evento traz a Florianópolis neste sábado ícones nacionais do meio empresarial

Atualizado

No Centrosul, a 6a edição do Empreende Brazil Conference reúne mais de 50 palestrantes e tem 3,5 mil inscritos – Paulo Schmidt/Divulgação/ND

Por sonho ou desespero é bem comum aos brasileiros insatisfeitos com a realidade a vontade de empreender. É comum também, nos dois extremos motivacionais, um erro fatal: o amadorismo. O resultado são estatísticas nebulosas. Apenas 1,63% dos empresários declara uma renda familiar maior que nove salários mínimos. Todos os outros estão pagando para trabalhar, pedalando para pagar as contas ou quebrados. Esse é o resultado na ampla pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor. Embora assustador, o panorama não surpreende especialistas, que identificam no empresariado a tendência de inventar negócios do zero, romantizar sucesso sem esforço e andar às escuras. Sendo que, empreender tem riscos altos e exige plena imersão. Para quem não quer entrar no jogo derrotado, um dos caminhos é marcar presença nos grandes eventos no Brasil com alto nível técnico – um dos maiores, acontece neste sábado, dia 6 de julho, no Centrosul, em Florianópolis.

A 6a edição do Empreende Brazil Conference é a mais plural. Envolve desde artistas de entretenimento como o fenômeno Anitta até empresários com perfil conservador. Mais inclusiva, as palestras do palco principal têm tradução em libras. A ideia é contemplar a diversidade. Das 3,5 mil pessoas inscritas, 30% vêm de outros 14 estados do Brasil.

Somente nesse movimento turístico, estima-se um impacto econômico de R$ 2 milhões em Florianópolis. Mas os benefícios para a cidade são maiores. Circulam do Centrosul mais de 2 mil empresários ávidos por trocar experiências e aprender.

No ano passado, 95% dos participantes avaliaram positivamente o investimento que fizeram no Empreende para ampliar a visão intencional dos negócios, melhorar gestão e o desempenho e fazer bons contatos. Os ingressos, nesta edição, variam de R$ 550 a R$ 2,2 mil.

Fundador da Condor Internacional e escritor Suryavan Solar falará sobre propósito – Divulgação/ND

Temas diversos e atuais

Para tanto, 50 palestrantes de alta qualificação e renome nacional abordam assuntos de relevância como inovação, franquias, marketing, startups, gestão de pessoas, empreendedorismo feminino, investimentos, cenário econômico e tendências.

Até as crianças são estimuladas a participar. O Empreende Brazil Kids traz dinâmicas para despertar a criatividade dos pequenos, enquanto os pais vivem suas imersões.

São 15 horas e seis grandes palestras, que reúnem todo público. A primeira, às 9h30, tem como convidado o banqueiro João Amôedo, ex-presidenciável, que ficou conhecido nas últimas eleições por ser um entusiasta do empreendedorismo. Já Anitta conta a história da empresária por trás da artista às 11h. Às 18h40, Lucas Schweitzer, idealizador do Empreende Brazil e proprietário da empresa organizadora do evento, a Lusch Agência, estimula o protagonismo empresarial. Já Thiago Nigro, especialista em finanças, criador do canal “O Primo Rico” e autor do best seller “Do mil ao milhão, sem cortar o cafezinho”, palestra às 19h20 em parceria com a fundadora do Teu Cult, Camila Ferreira, que traz sua experiência nas áreas de investimentos, qualidade de vida e produtividade. Às 20h10, tem o momento polêmico com a presença de Eike Batista e o tema “Brasil, o melhor país no mundo hoje para empreender”.

Músico e humorista Marcelo Marrom faz a abertura do evento – Paulo Schmidt/Divulgação/ND

À tarde a experiência é diferente. Cabe ao participante identificar seus nichos de interesse nas quatro arenas simultâneas marcadas para 14h e 16h. Pode-se, por exemplo, escolher ouvir Roberto Prado, diretor da Microsoft Brasil; Suryavan Solar, autor de mais de 50 livros, que fala sobre propósito e fez coisas como comprar uma montanha no Chile; ou Cinthia Santini, da Great Place to Work, responsável por reconhecer as melhores empresas para se trabalhar no mundo.

Max Oliveira é um dos cases no tema Startups e Scale-ups com o case Max Milhas – Divulgação/ND

Momentos para conexão

Durante o Empreende Brazil também serão realizadas trilhas com personalidades do empreendedorismo catarinense como Jaime de Paula, CEO do Neoway, os irmãos Leandro e Leonardo Castelo, fundadores da Ecoville, e Carolina Linhares, presidente do Movimento Catarinense pela Excelência.

O time local conta ainda com a presença de Delton Batista, presidente da ADVB/SC, que irá falar sobre o valor de marca e a importância de reconhecimentos como o Prêmio Empresa Cidadã e o Top de Marketing, para estimular e inspirar iniciativas que façam a diferença.

Para aliviar a jornada educativa, há três pausas para almoço, coffee break e happy hour. Momento estratégico para conexões e as famosas trocas de cartões, o networking, imprescindível no mercado.

Anitta, a empresária

Anitta se tornou um ícone do empreendedorismo no Brasil. Assim como muitos empreendedores, ela pensou muitas vezes em desistir – mas, seguiu. De origem pobre, da zona Norte do Rio de Janeiro, usava o dinheiro que ganhava na Vale, R$ 600 para investir persistentemente na sua carreira. Sobrevivia com o cartão alimentação e o vale-transporte. O cachê dos primeiros shows era de R$ 150. Porém, com ampla visão do mercado, que permitiu que ela crescesse até virar um fenômeno do pop e do business, foi usando estratégias de marketing e de gestão até lançar o sucesso “O Show das Poderosas”. Depois disso, diferente de outros artistas, abriu a própria produtora, a Rodamoinho e atualmente, aos 26 anos, gerencia cada passo de sua carreira, a administração de uma equipe com 50 funcionários e o agenciamento de outros artistas, além de colecionar palestras no mundo corporativo.

Lucas Schweitzer é o idealizador do evento – Anderson Coelho/Divulgação/ND

Lucas Schweitzer, o nome por trás do evento

Aos 15 anos, Lucas Schweitzer perdeu a mãe. Três anos depois o pai se suicidou. Para ressignificar a dor da tragédia familiar, ele optou por trabalhar sem contar as horas.

Aos 18 anos, abriu a primeira empresa, que divulgava os eventos de Florianópolis, pensando nas conexões que teceria para seu objetivo final, que era montar uma agência de eventos.

Em 2012 foi aberta a Lusch, focada no mundo corporativo, que no primeiro ano cresceu 400% acima da média do mercado. No ano seguinte, ele criou um evento próprio, o Empreende Brazil, pioneiro na época, que começou com 250 pessoas e se tornou referência nacional.

Com o trabalho, Lucas ainda conciliou formação com bolsa de estudos em Administração Pública, no Brasil, e especialização em Marketing, na Espanha, e entrou para o Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina. Ele tem 29 anos.

Confira a programação completa:  www.empreendebrazil.com.br

Mais conteúdo sobre

Inspira!