Ex-policial é preso após matar pai e filha de ex-mulher na zona leste de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um ex-policial militar foi preso em flagrante na noite desta sexta (31), na zona leste de São Paulo, após confessar ter matado o pai e a filha de 5 anos da sua ex-mulher. 

Segundo o boletim de ocorrência, Kleber dos Santos Alves, 34, disse que atirou em José Xavier de Oliveira, 54, e Pietra Domingos Bernardo, 5, para se vingar da ex-mulher.

O crime aconteceu às 19h na rua Sananduva, na Vila Matilde. 

Quando a polícia chegou ao local, o homem tinha fugido pela avenida Aricanduva. Após buscas na região, ele foi encontrado, junto com um revólver calibre 38 de numeração raspada e cinco munições disparadas. 

Há dez anos, outro crime levou à expulsão de Kleber dos Santos Alves da Polícia Militar. Na época, ele foi condenado a 19 anos e 2 meses de prisão por homicídio doloso. Como estava em estágio probatório, há menos de dois anos na corporação, foi considerado incompatível para exercer a carreira.

O caso desta sexta foi registrado no 53º Distrito Policial, do Parque do Carmo, como homicídio qualificado e posse ou porte de armas de fogo. Kleber está preso.

Mais conteúdo sobre

Polícia

Ex-policial é preso após matar pai e filha de ex-mulher na zona leste de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um ex-policial militar foi preso em flagrante na noite desta sexta (31), na zona leste de São Paulo, após confessar ter matado o pai e a filha de 5 anos da sua ex-mulher. 

Segundo o boletim de ocorrência, Kleber dos Santos Alves, 34, disse que atirou em José Xavier de Oliveira, 54, e Pietra Domingos Bernardo, 5, para se vingar da ex-mulher.

O crime aconteceu às 19h na rua Sananduva, na Vila Matilde. 

Quando a polícia chegou ao local, o homem tinha fugido pela avenida Aricanduva. Após buscas na região, ele foi encontrado, junto com um revólver calibre 38 de numeração raspada e cinco munições disparadas. 

Há dez anos, outro crime levou à expulsão de Kleber dos Santos Alves da Polícia Militar. Na época, ele foi condenado a 19 anos e 2 meses de prisão por homicídio doloso. Como estava em estágio probatório, há menos de dois anos na corporação, foi considerado incompatível para exercer a carreira.

O caso desta sexta foi registrado no 53º Distrito Policial, do Parque do Carmo, como homicídio qualificado e posse ou porte de armas de fogo. Kleber está preso.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado