Familiares afirmam que irão pagar despesas de posto de saúde depredado

Atualizado

A família da mulher que depredou um posto de saúde em São João Batista, na Grande Florianópolis, após não conseguir ser atendida se comprometeu a bancar os custos para reparar os danos causados à unidade.

Os parentes entraram em contato com a Prefeitura Municipal de São João Batista, na Grande Florianópolis, nesta quarta-feira (6), e pediram desculpas pelo ocorrido na tarde da última terça-feira (5), no bairro Ribanceira do Sul.

Além disso, eles afirmaram que não têm nada a reclamar do atendimento prestado na unidade e pediram desculpas pelo ocorrido, que teria sido resultante de um momento de descontrole por problemas de saúde que a paciente tem enfrentado.

Leia também: 

Conforme a Polícia Militar, uma funcionária do posto informou que a mulher chegou ao local procurando atendimento. Entretanto, o dia seria de atendimentos preferenciais a gestantes. No local, havia cinco pacientes na frente e ela não poderia ser atendida.

Devido isso, a funcionária orientou a mulher a procurar outra unidade de atendimento. Porém, ela afirmou que iria aguardar. Entretanto, após passar a tarde toda esperando, a mulher viu que realmente não seria atendida. Devido isso, ela começou a jogar as cadeiras no chão, derrubar objetos do balcão, e também quebrou uma vidraça da porta frontal do posto.

Mais conteúdo sobre

Saúde