Familiares de ciclista morto realizam protesto neste sábado, em Jaraguá do Sul

Atualizado

Com objetivo de prestar homenagem e pedir justiça, a família de Nathãn Felipe Postai, de 23 anos, vai realizar neste sábado (10) uma manifestação, em Jaraguá do Sul. O jovem ciclista morreu ao ser atingido por uma caminhonete em abril deste ano.

O motorista estava embriagado. Com o impacto da batida, o rapaz foi jogado para a margem de um rio. O responsável pelo acidente fugiu do local sem prestar socorro, e responde pelo crime em liberdade.

Acidente aconteceu em abril desse ano, em Jaraguá do Sul – Fábio Junkes/OCP News

O ato vai acontecer na escadaria da Igreja Matriz, no centro de Jaraguá, das 10h às 12h. Cartazes e balões brancos serão distribuídos aos participantes. A expectativa é que cerca de 100 pessoas participem da manifestação.

De acordo com Edilcéia Martins Postai, mãe da vítima, o movimento tem como objetivo dar visibilidade ao caso e cobrar da justiça o andamento do processo. Ela afirma que, até o momento, nenhuma audiência foi marcada a respeito do acidente que aconteceu há quatro meses.

“Eu fiquei órfã de um filho, e saber que a pessoa que matou ele está vivendo normalmente, isso nos revolta. Se a gente não se movimentar, não fazer, a história vai cair no esquecimento”, conta Edilcéia.

A mãe postou um vídeo nas redes sociais convidando a população a participar do ato.

Na manifestação também estarão familiares de uma das vítimas do acidente envolvendo um jaguar na BR-470, em Gaspar, no Vale do Itajaí. O acusado pelo crime foi solto recentemente e agora responde em liberdade.

O ato tem o apoio do Movimento Marcha do Silêncio e do grupo de ciclistas de Jaraguá do Sul.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Trânsito