Faxineira é esfaqueada após cobrar por serviço, em Santana de Parnaíba

Miriã Angelino de Jesus, de 30 anos, foi morta a facadas na região metropolitana de São Paulo, por volta das 21h15, deste sábado (10). As circunstâncias do crime ainda não foram esclarecidas.

Miriã Angelino de Jesus, de 30 anos, foi morta a facadas – Record TV/Reprodução

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) declarou que o autor do homicídio, de 68 anos, se apresentou espontaneamente na delegacia e contou que agiu em legítima defesa, pois a vítima estava tentando roubar sua residência.

De acordo com a família da vítima, a diarista já havia prestado serviço para a família diversas vezes. Desta vez, após o serviço prestado, o homem a pediu que voltasse à noite para receber o pagamento.

Por volta das 21h, Miriã retornou à casa sozinha para receber o dinheiro. Entretanto, o morador se recusou a pagá-la, dando início a uma intensa discussão. Em dado momento, o suspeito feriu a moça com golpes de faca.

Segundo a tia da vítima, percebendo a gravidade dos ferimentos, o homem decidiu forjar uma tentativa de assalto à residência e comunicar a Guarda Civil Municipal.

À Guarda Civil Municipal, o homem contou que dois homens teriam invadido sua casa para roubá-lo, portando uma faca. Em luta corporal, ele teria desarmado um dos suspeitos e o esfaqueado. O segundo teria fugido.

Ao voltar ao local do crime, os guardas encontraram uma mulher sem vida com ferimentos de faca no chão da cozinha.

Durante seu depoimento, o suspeito apresentou uma segunda versão do ocorrido, em que admitiu que havia reconhecido Miriã como a faxineira, que estava em sua casa horas antes da suposta tentativa de assalto.

O caso foi registrado como homicídio simples na delegacia de Santana de Parnaíba.

Como o suspeito não fugiu da cena do crime, prontamente comunicou as autoridades sobre o ocorrido e possui endereço fixo, ele foi liberado.

Mais conteúdo sobre

Polícia