FGTS deve ter impacto positivo sobre PIB em 0,20 ponto porcentual em 2019

Atualizado

A 4E Consultoria estima que o impacto da liberação do FGTS deve ter impacto positivo de 0,20 ponto porcentual sobre o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano e de 0,08 ponto no PIB de 2020, considerando saques de R$ 36,5 bilhões no total até março de 2020 e que R$ 25,5 bilhões serão usados para consumir.

No estudo, assinado pela economista Giulia Coelho e pelo analista Luca Klein, a consultoria afirma que o efeito mais forte deve ser sentido sobre o PIB do quarto trimestre deste ano, cuja projeção é de alta de 0,8% na margem.

“No entanto, os dados fracos dos dois primeiros trimestres do ano trouxeram nossa estimativa de 2019 para 0,7% (ante 1,0%)”, ponderam. A 4E reduziu a projeção para o PIB do segundo trimestre, de avanço de 0,3% para 0,1% ante o primeiro trimestre, com ajuste sazonal.

Em contrapartida, a consultoria elevou a expectativa para o PIB de 2020, de 2,6% para 3,0%, por causa do FGTS e do ganho de confiança resultante que devem ser aprovadas este ano.

Mais conteúdo sobre

Economia