Florianópolis é primeira cidade do país a fazer testes rápidos para Covid-19 no aeroporto

Atualizado

Ao todo, 250 passageiros já passaram pela barreira sanitária feita por profissionais de saúde do município e do aeroporto – Laura Muradi/Divulgação/ND

A equipe da Vigilância Municipal, da Prefeitura de Florianópolis, identificou nesta sexta-feira (17), segundo dia de realização dos testes para Covid-19 no aeroporto internacional Hercílio Luz, o primeiro caso confirmado com a doença. Ao todo, 250 passageiros já passaram pela barreira sanitária feita por profissionais de saúde do município e do aeroporto.

Destes passageiros, cinco apresentavam sintomas respiratórios, dois realizaram teste rápido para coronavírus e um foi positivado. Outros três passageiros assinaram termo de isolamento domiciliar e farão testes de PCR a domicílio. Os testes de PCR são indicados para os dias iniciais da doença, já o teste rápido é eficaz a partir do sétimo dia.

Florianópolis é a primeira cidade no país a fazer os testes rápidos em aeroporto. A testagem no terminal aéreo começou na quinta-feira (16) e é realizada em pacientes que cumprem critério clínico, que desembarcam no aeroporto. A ação é integrada ao trabalho já realizado no espaço, em que é feita aferição de temperatura e questionário sobre o estado de saúde de quem chega à cidade. Os testes são feitos diariamente, das 7h às 19h.

De acordo com a prefeitura os passageiros que apresentarem sintomas há menos de sete dias serão submetidos a teste de PCR pela Vigilância Epidemiológica, em domicílio. Para aguardar a testagem assinarão termo de isolamento domiciliar, e o seu não cumprimento poderá acarretar em multa de até 500 reais, que será revertido para o Fundo Municipal de Saúde em prol do SUS (Sistema Único de Saúde) de Florianópolis.

O prefeito de Florianópolis destaca a importância deste monitoramento. “Começamos a realizar o controle de passageiros que desembarcam no aeroporto, em parceria com a concessionária Floripa Airport e a Anvisa, ainda no dia 21 de março. E agora reforçamos essa iniciativa com a testagem.  É muito importante essa barreira sanitária para já idenficarmos e controlarmos os casos” afirma.

A testagem no terminal aéreo começou na quinta-feira (16) e é realizada em pacientes que cumprem critério clínico, que desembarcam no aeroporto – Jorge Borba/Divulgação/ND

Verificação no terminal

Desde o último mês, todos os passageiros que chegam a Florianópolis passam por uma barreira sanitária coordenada pela Vigilância Municipal, onde são avaliados se têm algum sintoma do COVID-19. Caso não apresentem sintomas, os passageiros assinam um termo de responsabilidade de ficar, obrigatoriamente, em quarentena. Os demais são imediatamente equipados com máscaras e encaminhados para o ambulatório do aeroporto. Lá, são avaliados se são suspeitos do vírus e se precisam apenas entrar em isolamento ou visitar uma unidade de saúde.

Além dos passageiros, os funcionários do terminal aéreo também são avaliados. A concessionária Floripa Airport adquiriu medidores de temperatura para auxiliar na identificação de possíveis sintomas. “Eu fui buscar minha irmã no aeroporto no início deste mês e achei excelente essa iniciativa da prefeitura. A gente que está aqui cumprindo o isolamento social fica um pouco mais tranquilo ao saber que há esse cuidado. O vírus é uma preocupação, mas ao vermos essas ações, nos sentimos mais amparados pelo poder público”, diz Emerson Guedes, morador da Capital.

Zena Becker, coordenadora do movimento Floripa Sustentável, também reforça a necessidade da iniciativa no terminal aéreo. “É muito importante a testagem e essa ação no aeroporto, principalmente, porque já se verifica logo quem está contaminado, já é possível isolar essas pessoas”, enfatiza.

Investigação de casos suspeitos

Nesta semana, as equipes da Vigilância Epidemiológica de Florianópolis também começaram a atuar com uma nova estratégia para investigação de casos suspeitos para COVID-19. A partir de agora, será feita a identificação dos contatos próximos ou domiciliares de pessoas confirmadas com a doença no ponto de testagem montado no Titri (Terminal de Integração da Trindade).

O posto de testagem no local, realizado em esquema drive-thru, funciona desde a última quarta-feira (15), das 9h às 16h. Até o momento, com dados preliminares, foram confirmadas 30 pessoas com a doença no local.

A prefeitura lembra que não será feita testagem por demanda espontânea. Todas as pessoas que suspeitarem de sintomas devem procurar o Alô Saúde Floripa pelo número 0800-333-3233.

No primeiro dia de atuação, os casos que davam positivos eram avisados de que a Vigilância Epidemiológica entraria em contato para fazer a investigação da doença em pessoas próximas e domiciliares para a testagem. A partir de agora dentro do próprio terminal será possível, junto a equipe, fazer essa investigação para marcação de testes destes casos.

A testagem será feita também nos centros de saúde, a partir da próxima semana. Assim como em todas as outras formas de aplicação testes, não será feita testagem por demanda espontânea. Todas as pessoas que suspeitarem de sintomas devem procurar o Alô Saúde Floripa. Desde o dia 6 de abril, a Prefeitura da Capital deu início a mais 13 mil testes rápidos e 10 mil de PCR para a identificação da Covid-19 na cidade.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

Prefeitura de Florianópolis