“Foi de propósito”, diz uma das vítimas do atropelamento na Beira-Mar Norte

Atualizado

Uma das quatro vítimas do atropelamento que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (20) na Beira-Mar Norte, em Florianópolis, afirmou em entrevista ao Balanço Geral que o atropelamento foi proposital.

Jehnny Palacios, de 26 anos, disse ainda que o ataque foi motivado após dois homens se aproximarem dela e de uma amiga e serem repreendidos pelos companheiros das jovens.

Jehnny Palacios é uma das vítimas do atropelamento na Beira-Mar Norte – RICTV/Reprodução

“A gente estava comemorando o aniversário de uma amiga nossa. Aí, por volta das 3h30, saímos e ficamos sentadas esperando o carro. Nisso, passou dois caras mexendo com a gente e o meu marido foi advertir eles. Depois, [um deles] voltou jogando o carro em todo mundo. Deu para ver que foi intencional e de propósito”.

Motorista atropela quatro pessoas na avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis – Reprodução/RIC TV

Após o atropelamento, o carro entrou na contramão e fugiu em alta velocidade, sem prestar socorro. A PM foi chamada para atender a ocorrência e, horas depois, encontrou o veículo abandonado e sem uma das placas no Morro do 25, no centro de Florianópolis.

Leia também:

No interior do carro não foram encontrados documentos, mas em um dos vidros havia fios de cabelos, que seriam de uma das vítimas.

Com os dados da placa, policiais conseguiram identificar o dono do veículo, um morador de Jurerê que ainda não teve a identidade divulgada. O inquérito está sob a responsabilidade da 1ª DP, no Centro. Segundo a Polícia Civil, é provável que o suspeito responda por lesão corporal ou tentativa de homicídio.

Veja a entrevista

Mais conteúdo sobre

Trânsito