França confirma primeira morte por coronavírus na Europa e fora da Ásia

Atualizado

A ministra da Saúde francesa, Agnès Buzyn, anunciou neste sábado (15) a primeira morte por Covid-19 (novo coronavírus) na França. Essa é “a primeira morte fora da Ásia e a primeira na Europa”, disse a ministra durante uma conferência de imprensa.

Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19), realizado pelo Instituto Oswaldo Cruz – Foto: Divulgação/Josué Damacena (IOC/Fiocruz)/ND

A vítima é um turista chinês de 80 anos originário da província de Hubei – a mais afetada na China. Ele chegou à França em 16 de janeiro e foi internado no Hospital Bichat, na capital francesa, em 25 de janeiro.

Leia também:

Esta é a quarta morte reportada fora da China continental (onde 1.523 pessoas já morreram em decorrência da infecção). As demais mortes foram registradas na região chinesa de Hong Kong (1), nas Filipinas (1) e no Japão (1).

China

A China anunciou também neste sábado (15) a morte de 143 pessoas nas últimas 24 horas no país devido ao coronavírus Codiv-19, elevando para 1.523 o número de vítimas fatais da epidemia na China continental. No mesmo período em análise, 1.373 pessoas receberam alta hospitalar.

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde, o número de infectados no interior da China (que exclui Macau e Hong Kong) chegou a 66.492 pessoas.

Por outro lado, só na província chinesa Hubei, epicentro do Covid-19, foram reportadas mais 139 mortos nas últimas 24 horas, elevando para 1.457 o número de pessoas mortas na província, segundo os dados da Comissão de Saúde de Hubei.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

O coronavírus Covid-19 provocou até agora 1.527 mortos e infetou cerca de 65 mil pessoas a nível mundial. A esmagadora maioria dos casos ocorreu na China, onde a epidemia foi detectada no final do ano.

Mais conteúdo sobre

Saúde