Frio intenso traz alerta para doenças do inverno; saiba quais são e como se prevenir

A temperatura em Santa Catarina terá declínio acentuado a partir da tarde desta quarta-feira (3), e frio intenso no período entre quinta-feira (4), e domingo (7). A Defesa Civil alerta para condições de formação de geada e gelo na pista, devido à entrada e atuação de uma massa de ar polar.

Nesse tempo, aumenta a preocupação com as doenças respiratórias e a circulação de vírus e bactérias típicas dessa estação. Gripes, resfriados, rinites, asma, bronquite e outras infecções encontram condições propícias nas baixas temperaturas.

Manter o sistema imunológico em funcionamento é uma das principais providências – Pixabay/Reprodução

Leia também:

“Não adianta sair correndo para tomar vacina”, lembra o infectologista Jean Gorinchteyn, do Hospital Emílio Ribas de São Paulo. “As pessoas já deveriam ter se vacinado para a gripe. Fazer agora não vai ser proteção, apenas para daqui a 12 ou 14 dias.”

Manter o sistema imunológico em funcionamento é uma das principais providências para não ser pego de surpresa pela virada no tempo. Tomar bastante água para não descuidar da hidratação é uma das principais dicas dos médicos, além do consumo das frutas cítricas, ricas em vitamina C. Nutricionistas também recomendam peixes – em especial a sardinha -, linhaça, chia, vegetais vermelhos e alaranjados, e as oleaginosas.

Para a época de frio, infectologistas recomendam manter os ambientes arejados e ventilados. A dica é resistir à tendência de se recolher em ambientes fechados para se proteger, pois é nesses locais que vírus e bactérias costumam circular com mais facilidade.

Outra dica é evitar, se possível, grandes aglomerações de pessoas, como no transporte público, shoppings e cinemas. Quando passar por esses locais é inevitável, há outros cuidados que ajudam a prevenir doenças. O álcool gel, para passar nas mãos periodicamente, é um dos itens mais importantes nesta época do ano.

O uso periódico do soro fisiológico para limpar as narinas, que tendem a ficar ressecadas com o frio, também ajuda a prevenir problemas de saúde. “Normalmente, a circulação dos vírus respiratórios tende a se manter especialmente na garganta e no nariz. O fato de se lavar aumenta a produção de anticorpos nessas secreções”, diz Gorinchteyn.

Quem já sofre com doenças com bronquite e asma deve, de preferência, levar seus medicamentos nos bolsos e bolsas. Outra dica são os gargarejos – com água, vinagre e sal, ou enxaguantes bucais – toda vez que chegar em casa. Esse procedimento ajuda a eliminar vírus e bactérias que estejam na região da garganta.

Mais conteúdo sobre

Tempo