Funcionário do Samu tem enxaqueca, pega remédio da unidade e acaba condenado

Atualizado

Um técnico de enfermagem foi condenado por pegar medicamentos da unidade do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em que ele trabalhava, no Alto Vale do Itajaí.

Segundo o Ministério Público, o servidor estava com enxaqueca e foi até o local onde atuava. De lá retirou cinco ampolas de remédio, além de duas seringas e duas agulhas.

O servidor disse que agiu por necessidade, uma vez que comércio local já estava fechado. Com isso, pegou os materiais a título de empréstimo.A devolução, porém, só ocorreu após a abertura de um processo disciplinar.

Leia também:

O caso foi em março de 2015. O técnico de enfermagem foi sentenciado a oito meses de reclusão, em regime aberto, mais três dias-multa. Entretanto, a pena foi substituída por uma restritiva de direito fixada em um salário mínimo.

Ele recorreu ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina para tentar a absolvição. Esta semana saiu a nova decisão, em que foi mantida a condenação.

“O que mais parece é que o servidor, diante da posição ocupada, tomou quase como uma farmácia particular, onde poderia, a qualquer momento, retirar medicamentos que estivesse necessitando, sem pensar que isso poderia impactar diretamente no serviço prestado”, disse o desembargador Luiz Antônio Zanini Fornerolli.

Mais conteúdo sobre

Polícia