Fúria do mar deixa pescador ferido em Palhoça

A ressaca deste fim de semana deixou uma pessoa ferida na Praia da Pinheira. Na Ponta do Papagaio uma embarcação naufragou, mas sem feridos. Alagamentos afetaram quatro localidades e quedas de muros foram registradas na Praia do Sonho. A Defesa Civil municipal se manteve alerta seguindo orientação do órgão estadual. A fúria do mar provocou ondas de até quatro metros de altura que assustaram a população local.

O pescador Manoel Mattos, 47 anos, tentava salvar alguns itens de seu rancho, por volta das 23h de sábado, quando foi atingido pela força da maré. Populares alertaram técnicos da Defesa Civil que socorreram Mattos. O pescador ficou preso pela porta do barracão e por sofrer de problemas na coluna não pode sair sozinho. “Chegamos no momento exato”, comemora o técnico em Defesa Civil, José Henrique Francisco, relembrando que logo as ondas aumentaram e Mattos poderia ter sofrido afogamento. “Ele engoliu água, mas foi pouca. O pescador precisava mesmo era ser desvencilhado da porta que o prendia”, detalha.

A embarcação de 11 metros naufragada na Ponta do Papagaio, na manhã deste domingo, foi vistoriada pelo GBS (Grupo de Busca e Salvamento). De acordo com a Defesa Civil não havia tripulantes barco de pasça ancorado a 400 metros da praia. Os horários de maior alerta foram sábado as 24h e ao meio dia deste domingo. O técnico lembra que na Guarda do Embaú a água atingiu o centrinho, bem como na Pinheira. “Na Praia do Sonho muitas ruas foram  alagadas”, avalia.

Região

Nenhum conteúdo encontrado