Gaeco deflagra operação após problemas no fornecimento de água em SC

Atualizado

A 4ª Promotoria de Justiça de Navegantes, com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas) deflagrou na manhã desta quinta-feira (13) a operação Falta D’ Água, que apura crimes de corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro praticados por agentes públicos e empresários ligados à Sesan (Secretaria de Saneamento de Navegantes), no litoral Norte de Santa Catarina.

Segundo as investigações, há indícios de envolvimento do ex-secretário de Saneamento nos desvios dos recursos.

Operação foi deflagrada pelo Gaeco na manhã desta quinta-feira – Divulgação

Foram cumpridos seis mandados de prisão temporária em Navegantes (03), Curitiba (01), São José dos Pinhais/PR (01) e Brasília (01). Também já foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão em Navegantes, Penha, Bombinhas, Curitiba, São José dos Pinhais (PR) e Brasília (DF).

Segundo o Ministério Público, a investigação tem por objetivo confirmar indícios da falta de qualidade no serviço, já que “agentes públicos vinculados à secretaria estariam prezando pelo recebimento de valores para si, deixando de lado a prestação de um bom e eficiente serviço público”.

Gaeco deflagra operação após problemas no fornecimento de água em Navegantes – RIC TV RECORD

Em entrevista na manhã de hoje para a equipe da RiC TV Record, a procuradoria da Prefeitura de Navegantes informou que ainda não se sabia quais editais eram objeto da investigação. Em nota, a prefeitura informou que não havia sido notificada sobre a operação, mas que pretende se manifestar assim que se inteirar sobre o assunto. “Eu fui pego de surpresa, mas quero deixar claro que tem mesmo que fazer investigação e apurar os fatos”, afirmou o prefeito Emílio Vieira à reportagem da RICTV.

As decisões judicias foram expedidas pela Vara Criminal de Navegantes e cerca de 60 policiais auxiliaram na operação que conta ainda com o apoio do Gaeco de Itajaí, Blumenau, Florianópolis, Lages, Joinville, Paraná e Distrito Federal

Navegantes sofre com o abastecimento de água

Os primeiros problemas com  abastecimento de água em Navegantes foram registrados em janeiro deste ano. A falta de investimento no setor chegou a ser questionada na Câmara de Vereadores. O ponto mais polêmico seria o reservatório de água construído no bairro Meia Praia para atender os moradores do bairro Gravatá.

Desde que o reservatório foi construído entre 2014 e 2015, já apresentava rachaduras. A estrutura custou ao município mais de R$ 1 milhão. Na época, quem era o secretário de saneamento era Valmir César Francisco (PSDB) que hoje é presidente da Câmara de Vereadores. Segundo a assessoria, o vereador foi apenas conduzido para prestar depoimento depoimento.

*Com informações da RICTV

Mais conteúdo sobre

Polícia