Galinha adota marrecos selvagens abandonados pela mãe em Campo Alegre

O caso de uma galinha que chocou os ovos de uma marreca selvagem e está criando os marrequinhos como se fossem seus, em uma chácara em Campo Alegre, está dando o que falar. Não há quem conheça a história e não se emocione ao ver que até entre os bichos o amor de mãe pode ir além dos laços de sangue, e neste caso, ultrapassa até mesmo a diferença entre espécies.

Carolina D’Aquino/Arquivo Pessoal/ND

Galinha chocou os ovos e adotou os marrequinhos selvagens como “filhos”

Carolina D’Aquino, dona da galinha Clotilde, conta que há pouco mais de um mês uma marreca selvagem colocou ovos em sua chácara. Mas, cachorros dos vizinhos, que vivem invadindo a propriedade, afugentaram a ave, que deixou para trás sete os ovos. Pensando em proteger os ovos dos cães, Carolina colocou os ovos dentro do galinheiro. O que ela não imaginava é que sua galinha Clotilde chocaria os ovos. “Não passou 10 minutos, a Clotilde foi lá e não saiu mais de cima dos ovos. Chocou durante 28 dias”, conta. 

Carolina D’Aquino/Arquivo Pessoal/ND

Clotilde chocou os ovos durante 28 dias

No último dia 26, os ovos eclodiram, e Clotilde passou a abrigar os marrequinhos debaixo de suas asas. “Ela não deixa ninguém chegar perto dos filhotes nem para bater foto, foi super difícil registrar a cena”, relata Carolina.

Dos sete marrequinhos, apenas cinco sobreviveram, e agora já andam pela chácara, em fila indiana, atrás da mãe adotiva. “Das sete galinhas que eu tenho, Clotilde foi a única que já teve filhotes, três pintinhos que agora já estão crescidos. Acho que o instinto materno dela falou mais alto”, brinca Carolina.

Carolina D’Aquino/Arquivo Pessoal/ND

Carolina tem sete galinhas e um galo. Clotilde era a única que já teve pintinhos

Ela explica que na chácara, todas as galinhas recebem nomes, porque não são abatidas. “Pegamos apenas os ovos”. Amante dos animais, Carolina ressalta que o episódio só reforçou esse sentimento, afinal, mostra como a natureza pode ser surpreendente e é, sobretudo, uma prova de que o amor pode superar as diferenças.

Geral