Governador do Rio prorroga isolamento no estado até dia 31 de maio

Prazo terminaria na segunda-feira (11), mas foi ampliado para combater a propagação do novo coronavírus

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decidiu prorrogar as medidas de isolamento social no estado até o dia 31 de maio. O prazo terminaria no dia 11, mas Witzel vai publicar um novo decreto na própria segunda-feira aumentando a validade do isolamento. A informação foi confirmada, na noite desta sexta-feira (8), pela assessoria do Palácio Guanabara.

O decreto traz como novidade a suspensão de obras não emergenciais em imóveis residenciais e comerciais, ficando garantida a possibilidade de suspender os contratos de prestação de serviços, sem multa ou juros.

Setores essenciais do comércio funcionam durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/NDSetores essenciais do comércio funcionam durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/ND

Estão mantidos o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior e, ainda, a suspensão da realização de eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em local aberto ou fechado.

Também segue suspenso o funcionamento de cinemas, teatros e afins. Academias, centros de lazer e esportivos e shoppings também devem permanecer fechados. A recomendação para que a população fluminense não frequente praias, lagoas, rios e piscinas públicas e clubes segue válida para todo o estado.

Entre as determinações, foi incluída ainda a suspensão de obras não emergenciais em imóveis residenciais e comerciais, ficando garantida a possibilidade de suspender os contratos de prestação de serviços, sem multa ou juros.

Duas entidades de pesquisa importantes, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) , divulgaram estudos pedindo a decretação de isolamento total, também conhecido como lockdown, no estado.

Witzel tem evitado se comprometer com a adoção desse sistema mais restrito, que proíbe a circulação de pessoas e veículos particulares, exceto para quem é ligado às áreas de segurança e saúde ou outros setores fundamentais.

Leia também

Nas cidades de São Luís do Maranhão e Fortaleza já foram adotados lockdowns, assim como em duas cidades da região metropolitana do Rio, Niterói e São Gonçalo, estas últimas a partir da próxima segunda-feira.

O estado do Rio é o segundo do país em número de casos confirmados e de mortes de Covid-19, tendo registrado 15.741 casos e 1.503 óbitos nesta sexta-feira, sendo 1.585 casos e 109 mortes nas últimas 24 horas.

+

Notícias

Loading...