Governo do Estado lança campanha Agosto Lilás

Atualizado

A campanha Agosto Lilás foi lançada oficialmente pela Governo do Estado nesta quarta-feira (7). A campanha contou com a presença de figuras públicas importantes como o governador Carlos Moisés. O ato também ficou marcado pelo anúncio de normativa que destina parte das vagas de empregos nas empresas terceirizadas para vítimas de violência

Chefe da Casa Civil, Douglas Borba, secretária do Desenvolvimento Social, Maria Elisa De Caro, e governador Carlos Moisés estiveram presentes – Julio Cavalheiro/ Secom

A iniciativa faz alusão ao aniversário da Lei Maria da Penha (Lei n º 11.340) e estabelece um mês de atividades de conscientização da população sobre os tipos de violência contra a mulher e como combatê-las, além de capacitação dos profissionais para o atendimento às vítimas. A expectativa é atingir cerca de 700 mil pessoas em ações diretas de discussão sobre o tema.

“O nosso objetivo é envolver todos no Governo do Estado. Percebemos que os índices de violência contra a mulher estão aumentando, mas isso não combina com Santa Catarina. Essa não é uma ação só de polícia, que vai atuar na causa e eventualmente na prevenção, precisamos atuar na educação. O Agosto Lilás é um grito, mas precisamos tornar esse movimento perene”, afirmou o governador.

Com a campanha, ações de todas as secretarias de Estado, autarquias e fundações na prevenção à violência contra a mulher ganham visibilidade. O trabalho permanece durante todo o ano, focado não apenas no atendimento à vítima, mas também no apoio para toda a família.

“A intenção é dar mais efetividade e trazer resultados no enfrentamento à violência contra a mulher em Santa Catarina, reunindo todas as informações e serviços para orientar essa vítima”, destacou a secretária do Desenvolvimento Social, Maria Elisa De Caro.

A vice-governadora Daniela Reinehr falou sobre a importância de trabalhar na prevenção e na educação das gerações futuras. “A palavra que resume tudo isso é respeito. Os meninos e meninas que estão crescendo precisam aprender esse conceito para que situações de violência não se repitam”, afirmou.

Na solenidade, também foi lançado o site Santa Catarina Por Elas. A plataforma digital reúne informações sobre diferentes tipos de violência e oferece telefones e endereços de toda a rede de suporte disponível no estado. O objetivo é que mulheres e pessoas próximas possam encontrar ajuda de forma anônima e online. As redes sociais de todas as secretarias, fundações e autarquias do Governo do Estado também assumiram a campanha, substituindo o avatar pela marca do Agosto Lilás e redirecionando para o site do programa.

Mercado de trabalho

O trabalho e a independência financeira são passos fundamentais para que o ciclo de agressões seja quebrado. Para isso, as secretarias de Administração e de Desenvolvimento Social instituíram uma Instrução Normativa que reserva até 5% das vagas nas contratações de serviços terceirizados no Governo do Estado para mulheres em situação de vulnerabilidade econômica decorrente de violência doméstica e familiar.

O encaminhamento será feito pela secretaria de Desenvolvimento Social. As vagas serão preenchidas conforme demanda da empresa e atendendo critérios de qualificação profissional necessária. Todo o processo irá preservar o direito ao sigilo da informação sobre a mulher e sua condição.

“Vamos envolver o setor privado, com as empresas terceirizadas que prestam relevante serviço ao Estado e também podem oferecer algumas das suas vagas para acolher a mulher que está em abrigo. Ela precisa se desvencilhar dessa ameaça constante e isso é possível se conseguirmos ajudá-la principalmente no aspecto financeiro”, afirmou o governador.

Índices de violência

Santa Catarina tem comemorado a queda dos principais índices de violência em 2019. Porém, enquanto os casos de roubos, furtos e homicídios diminuem, o Estado tem o desafio de enfrentar as ocorrências crescentes de feminicídios e agressão doméstica.

Tabelo mostra dados dos crimes cometivos contra mulheres em 2018 e 2019 – Sal Santos/Secom

Este ano, a cada hora quatro ocorrências de violência contra a mulher foram registradas no Estado. De janeiro até julho, foram 29 feminicídios registrados de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública. O número é 45% maior do que no mesmo período do ano passado, estatística que preocupa e precisa ser combatida. Com o Agosto Lilás, o Governo do Estado coloca de maneira articulada o aparelho estadual para conscientizar a população e buscar a reversão destes índices negativos.

A Prefeitura de Florianópolis também apresentou uma programação com diversos eventos e ações preparados para discutir sobre igualdade, direitos e combate à violência contra as mulheres.

A cerimônia também apresentou uma Cartilha da Mulher, que contém informações e contatos de todos os serviços relacionados aos direitos das mulheres.

Confira a programação do Agosto Lilás: 

Todo o mês de agosto
Pintura do Mural Antonieta da Barros no Edifício Atlas na Rua Tenente Silveira, 200, pelos
artistas Monique Gugie, Thiago Valdi e Tuane Ferreira;

Projeto “A arte do Grafite empoderando mulheres” no CREMV – O Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência será grafitado com temas de enfrentamento da violência contra a mulher.

Quarta-feira, 7
14h30, Museu do Judiciário, Rua Álvaro Millen da Silveira, 208 – Abertura da exposição M.
Meu lugar na sociedade, de Gabriel Bonfim.

Quinta-feira, 8
Avenida Paulo Fontes
11h30 – Abertura da Expolilás – Mostra e feira de diversos trabalhos e projetos idealizados
exclusivamente por mulheres;
11h30 – Apresentação do Coral Vozes que não se Calam.

Sexta-feira, 9
Avenida Paulo Fontes
9h às 18h – Expolilás – Mostra e feira de diversos trabalhos e projetos idealizados
exclusivamente por mulheres;
A partir das 10h – Atendimento jurídico e social para mulheres no Ônibus Lilás pela equipe
do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CREMV).

Sábado, 10 de agosto
Aulas de Defesa Pessoal do Floripa Com Elas
10h às 12h – Academia Pa-Kua, Santa Mônica;
10h às 16h – CT Ilha Fight, Centro;
10h às 12h – Nova Forma, Estreito;
14h às 16h – Pa-Kua, Avenida Mauro Ramos.
14 a 16 de agosto
Ação “Inspirando Garotas” da ONG Inspiring Girls Brasil, ONG Mais União e Associação de Moradores da Vargem do Bom Jesus;
14 e 15/08, período matutino e vespertino – Escola Básica Municipal Albertina M. Dias, Vargem Grande.
16/08 – Ação “Conversa entre mulheres” – Sede da ONG Mais União.

15 e 22 de agosto
Entrega de materiais explicativos sobre a campanha em todos os serviços da Diretoria de Proteção Social Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social

18/08 – Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Tapera;
22/08 – Palestra e roda de conversa Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
da Agronômica.

Sexta-feira, 16 de agosto
10h, no Largo da Catedral
Ato público em homenagem à Maria da Penha.

Sábado, 17 de agosto
Aulas de Defesa Pessoal do Floripa com Elas
10h às 12h – Pa-Kua Santa Mônica.

Domingo, 18 de agosto
Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, Rodovia Gilson da Costa Xavier, 1384, Sambaqui
Feira Fatto a Femme
11h – Abertura da feira
11h – DJ Carol Chiquetti
13h – Coletivo Nega – Projeto Musicado
13h30 – Kia Sajo – Olho de Tigre
15h – Roda de conversa “Mulheres na Construção de Políticas Públicas”
17h – Dandara Manoela – Voz e violão
19h – Encerramento

21 de agosto
11h, na empresa Checklist Fácil, Santo Antônio de Lisboa
Roda de conversa sobre Centro de Referência de Atendimento às Mulheres Vítimas de
Violência

22 de agosto
18h às 22h, na Escola Batista Pereira – Alto Ribeirão da Ilha.
Projeto CREMV e Lei Maria da Penha nas Escolas.

24 de agosto
Aulas de Defesa Pessoal do projeto Floripa Com Elas
10h às 11h30 – CT Ilha Fight, Centro;
10h às 12h – Nova Forma, Estreito.

24 de agosto
18h, na Casa Formidabile
Noite italiana com Regina Nobrez + Casa Formidabile
Com atenção e doações para o Cepon
Mais informações e ingressos: 3223.2352 – 98463.5707 ou tartagliaarte/notteitaliana.

25 de agosto
Estádio da Ressacada – Sensibilização sobre os direitos da mulher no intervalo do jogo
Avaí X Corinthians.

26 a 30 de agosto
Programação especial na Biblioteca do Senac da Prainha

26/08
15h – Contadora de história mirim Maitê de Almeida Matos contando história da Frida Kahlo
para meninas e meninos;
19h – Roda de conversa com a escritora Priscila Lopes com mediação de Patrícia Galelli;

28/08
15h – Apresentação de livro e contação de história com CIA Mafagafos; (faixa etária livre)
19h – Roda de conversa com a Jornalista e Escritora Maria Odete Olsen apresentando seu
livro “Poemas infames, sentimentos e algumas impropriedades”;

29/08
17h30 – Duo em contraponto poético com Sol Rocha e Cris Guimarães;
19h – Roda de conversa sobre mulheres empreendedoras com Sabrina (Surdina Store):
falando sobre o novo olhar para a moda e para o corpo.

30/08
14h30 – Bate Papo Zodiacal Mulheres com KKFurttado;
19h – Apresentações musicais com Elaine Sallas, Andréia Versa e Homenagem às
mulheres por Will Wian.

28 de agosto
8h às 17h, Senac, Prainha – Seminário Agosto Lilás: Lei Maria da Penha e a Promoção dos
Direitos das Mulheres;
Rua Álvaro Millen da Silveira, 208 – Encerramento da exposição M. Meu lugar na sociedade,
de Gabriel Bonfim.

De 4 a 31 de agosto
Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, Rodovia Gilson da Costa Xavier, 1384, Sambaqui
14ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea com curadoria de Juliana Crispe, com o
tema: “Mulher artista resiste”. Mais informações: facebook.com/armazemcoletivoelza
10/08
15h – Apresentação Literária do coletivo de mulheres Abrasabarca;
17h – Cores de Aidê – Ensaio aberto.
24/08
15h – Apresentação da performance “Medusa Enredada: como lembrar? Mas como
esquecer?” de Camila Durães;
17h – Apresentação da performance “Carta para Nina Simone” de Ida Mara Freire.

25/08
10h às 12h – Roda de Conversa: autogestão de Carreira musical, para mulheres artistas e
produtoras com Gika Voigt Produz;
18h às 21h – Jam-Feminina: música e feminismos (Aberta a mulheres cantoras,
instrumentistas, compositoras, intérpretes, bandas, duos, trios, solos).

*6 a 30/08
Residência ECO+SISTEMAS+POÉTICOS de Lilian Amaral
26/08
14h às 17h – Situação 1: Primeiro encontro e deslocamento de campo;

27/08
9h às 12h – Situação 2: Encontro e deslocamento de campo;
14h às 17h – Situação 3: Encontro e deslocamento de campo |Residência em Rede:
encontro virtual com coletivos de pesquisa Brasil e Espanha.

28/08
14h às 17h – Situação 4: Último encontro e deslocamento de campo | Residência em Rede:
encontro virtual com coletivos de pesquisa Brasil e Espanha.

30/08
19h – MÚLTIPLAS – Mostra coletiva de audiovisual, curadoria Lilian Amara

Mais conteúdo sobre

Saúde