“Grande avanço para a comunidade”: novo espaço de lazer é inaugurado em Florianópolis

Atualizado

Crianças nos brinquedos, apresentações musicais, homenagens e olhares de orgulho marcaram a inauguração da primeira praça do Monte Serrat na manhã desta quarta-feira (7), no Maciço do Morro da Cruz, em Florianópolis. O local fica na rua General Nestor Passos, esquina com a rua General Viera da Rosa, no terreno da Caixa d’água.

Inauguração da praça do Monte Serrat foi realizada na manhã desta quarta-feira – Bruna Stroisch/ND

A vista panorâmica da cidade e os 7 mil metros quadrados do espaço que conta com academia, parquinho, jardins e área para caminhadas chamaram a atenção da professora Tatiana Lacerda e do marido, o diplomata Celso Pereira.

O casal, que é brasileiro mas mora na China, veio passar as férias na Ilha e levou o filho Alexandre, de um ano e quatro meses, para aproveitar a nova área de lazer.

Leia também:

“Fui criada no Centro da cidade e nunca tinha vindo aqui. Acho incrível essa união de esforços entre o setor público, privado e a comunidade, para viabilizar um espaço como esse. Achei bacana conhecer o que está sendo feito”, diz Tatiana.

O marido, Celso, apoia a iniciativa. “Projetos como esse fazem toda a diferença para qualquer cidade. Temos que ter mais união e esforços em prol daquilo que melhora a vida das pessoas”, acrescenta ele.

O casal Celso e Tatiana levou o pequeno Alexandre para brincar na praça. O casal mora na China e passa férias na Ilha – Bruna Stroisch/ND

Espaço para todas as idades

Moradores do bairro há 50 anos, Edenir Rosa, 74 anos, e a mulher Zilda, de 73, assistiram “de camarote” todo o processo de construção e, nesta quarta, acompanharam a inauguração da porta de casa, que fica ao lado da praça.

“Esse espaço é um grande avanço para a comunidade. Agora não precisamos mais sair daqui para fazer uma caminhada, um exercício. O pessoal está muito contente”, afirma o aposentado.

A mulher, Zilda, teceu elogios à beleza do lugar e brinca que agora não precisará mais pagar para ir à academia.

Moradores da comunidade há 50 anos, Edenir e Zilda Rosa acompanharam a construção do espaço – Bruna Stroisch/ND

Eduardo Millnitz, de 29 anos, foi acompanhar o filho Bryan, de quatro anos, que foi junto com a turma da escola.

Eduardo, que nasceu e cresceu na comunidade do Monte Serrat, relembra que o espaço era muito diferente e que não havia um parquinho ou área de lazer acessível para as crianças.

“Espero que o pessoal cuide da praça e influencie os filhos a cuidarem também. Temos que mantê-la para a criançada. Para o meu filho, a praça já é praticamente o pátio de casa”, revela ele.

Extensão da escola

A quarta-feira foi dia de passeio para a comunidade escolar do Monte Serra, que também foi conferir a inauguração da mais nova praça.

A criançada não hesitou em explorar cada cantinho, seja subindo nos brinquedos, correndo pela área livre e desfrutando dos carrinhos de pipoca presentes no local.

Estudantes também prestaram homenagens aos responsáveis pela criação do local durante a cerimônia e apresentaram números de música e dança.

O professor Vicente Nascimento dos Santos, de 32 anos, foi acompanhar o 5º ano da Escola Marista Lucia Mayvorne e relata que é visível a ansiedade das crianças em aproveitar cada momento no novo espaço.

“Entendo que esse local seja importante para o entretenimento não só das crianças, mas de toda a comunidade. Poderemos trazer as turmas durante as aulas, será interessante para eles”, prevê o professor.

O professor Vicente e a turma do 5º ano da escola Marista Lucia Mayvorne – Bruna Stroisch/ND

Os estudantes João Pedro Barbosa Gomes, de 17 anos, e Ana Paula Branco, de 11 anos, também vieram com a escola.

João Pedro, que nasceu na comunidade, conta que o espaço não era preservado e com a praça, a comunidade receberá um olhar.

“O pessoal de fora pode visitar, tirar fotos, esfriar a cabeça e se divertir nos brinquedos. Essa mudança é algo muito importante para nós”, afirma o estudante.

Ana Paula também comenta sobre a mudança do espaço. “Está muito melhor que antes. Dá para fazer piquenique olhando a vista”. No entanto, ela ressalta a importância dos frequentadores cuidarem e preservarem o local.

Parceria em prol da comunidade

A obra foi viabilizada por meio de uma parceria público-privada entre a prefeitura e o IVG (Instituto Vilson Groh), com execução da WOA Empreendimentos Imobiliários.

O projeto foi desenvolvido por um grupo multidisciplinar, com pessoas de diferentes competências e áreas de atuação, e teve início em junho de 2017.

Moradores da comunidade e escolas foram prestigiar a inauguração da praça – Bruna Stroisch/ND

A ação integra um projeto maior de empreendedorismo social, que pretende fomentar na região o tripé trabalho, gastronomia e turismo, com inserção da comunidade num roteiro gastronômico da região central da cidade.

Além disso, a área possui um valor histórico e turístico, já que é o local do primeiro reservatório de água de Florianópolis, datado de 1910 .

Para o idealizador, padre Padre Vilson Groh, a revitalização proporcionou um espaço de qualidade para comunidade, ao mesmo tempo em que criou uma interface com o Centro.

“Podemos fazer mais pela comunidade, trazer mais a iniciativa privada e as políticas públicas para tornar viável a perspectiva de empreendedorismo social para a criança, o jovem e o adolescente”, declarou o padre Vilson.

A inauguração da praça é um espaço de transformação para as crianças e o maciço do Morro da Cruz, nas palavras do prefeito Gean Loureiro.

Os planos, no entanto, não param por aí e a ideia é ter atrativos como apresentações culturais e musicais.

“Não queremos importar artistas, pois eles existem aqui mesmo na comunidade. Temos que compartilhar esse tipo de iniciativa. Hoje temos um espaço privilegiado para concretizarmos esses projetos”, destaca o prefeito.

A mudança do conceito do morro e a integração com outras regiões é um dos benefícios do novo local, segundo o secretário de Infraestrutura de Florianópolis, o engenheiro Valter Gallina, que na época da cessão do terreno comandava a Casan.

“Um espaço como esse leva saúde pública, lazer e tira as crianças da ociosidade, oferecendo atividades físicas e levando à confraternização de todos”, diz Gallina.

Inauguração contou com homenagens e apresentações musicais  – Bruna Stroisch/ND

Infraestrutura