Grupo que vendia diplomas e certificados falsos é alvo de mandados na Serra de SC

Atualizado

Agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas) realizaram uma ação de combate à venda de diplomas e certificados falsos de curso superior em Lages. Os trabalhos integraram a Operação Diploma Fácil, que resultou no cumprimento de 15 mandados de prisões temporárias, buscas e apreensões.

Policiais apreenderam celulares, computadores, contratos, diplomas, trabalhos, provas e comprovantes de pagamentos, em Lages  – MPSC/Divulgação/ND

Segundo o grupo de atuação, os documentos falsificados eram vendidos para utilização em concursos públicos que exigem certificação de nível superior. Nas investigações, foi possível constatar que, após o pagamento, os compradores recebiam provas já respondidas e trabalhos acadêmicos prontos. Com os documentos ilegais, os compradores conseguiam obter os diplomas de nível superior em cerca de três meses.

Durante o trabalho de busca e apreensão os policiais apreenderam celulares, computadores, contratos, diplomas, trabalhos, provas e comprovantes de pagamentos.

Leia também:

O Gaeco, uma força-tarefa composta pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), Polícia Militar, Civil e Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda, informou que não irá divulgar informações sobre os envolvidos para não prejudicar a continuidade das investigações.

Itens como celulares, computadores, contratos, diplomas, trabalhos, provas e comprovantes de pagamentos foram apreendidos durante operação Diploma Fácil – MPSC/Divulgação/ND

Polícia