Guarda do Embaú é reconhecida oficialmente como reserva mundial do surfe

Atualizado

Entre disputas e preparação pós-eleição foram sete anos de espera para, enfim, a Guarda do Embaú, em Palhoça, ser reconhecida como RMS (Reserva Mundial do Surfe), a nona do mundo e a primeira do Brasil.

O título, conquistado em 2016, será oficialmente entregue no final de semana durante uma vasta programação com foco na preservação do meio ambiente.

Guarda do Embaú é a nona praia no mundo a receber o título de Reserva Mundial de Surfe – Foto: Flávio Tin/NDAs ondas da Guarda, o fato de ser localizada em uma reserva e as histórias da comunidade tradicional colaboraram para a conquista do tão aguardado reconhecimento, que tem por objetivo manter e proteger o ecossistema, as ondas e zonas de surfe.

Leia também:

Desde 2017, ano seguinte ao reconhecimento, a Guarda do Embaú tem desenvolvido um planejamento estratégico para definir o perfil da nova reserva.

Com a qualificação, os lugares que conquistam o título de RMS precisam desenvolver projetos de atividades sustentáveis e de incentivo à cultura local.

Entre os projetos desenvolvidos na Guarda estão o que definiu o valor econômico da onda (Surfonomics) e a análise da água em nove pontos do rio da Madre.

Os resultados serão apresentados na sexta-feira (25) durante a 1ª Conferência Pan-Americana das Ondas.

Circundado por áreas de preservação, como o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e a APA (Área de Proteção Ambiental) do Entorno Costeiro, a RMS Guarda do Embaú reúne adjetivos que tornam o local especial muito antes do título.

Comunidade abraçou a causa

Agora com esse reconhecimento, o gerente da RMS Guarda do Embaú, Marcos Aurélio Gungel, espera que a reserva seja um modelo para que outras praias busquem a titulação. Segundo Gungel, há um grupo se organizando no Brasil para a criação de reservas no país.

“Esse título só veio porque a comunidade abraçou a causa. Agora é o momento de celebrar com todos”, ressaltou o gerente da reserva.

Projeto da reserva analisou nove pontos do rio da Madre na Guarda do Embaú – Foto: Flávio Tin/ND

Programação

O evento de titulação é organizado pelo Comitê Gestor Local da RMS Guarda do Embaú e pela STW (Save The Waves Coalition). Para participar da Conferência das Ondas, que acontece na sexta-feira, 25, o interessado deve se inscrever pela internet. A taxa é um quilo de alimento não-perecível.

No sábado, 26, a programação é ao ar-livre, com o descerramento da placa com o título de RMS da Guarda e um passeio interpretativo na Pedra do Urubu, Prainha e Costão da Guarda. Para essas atividades não precisa inscrição prévia.

Domingo, fechamento da celebração, haverá apresentação de surfistas convidados, desafio de canoa e de tarrafa no rio da Madre e atividades com bandas e músicos locais.

Turismo