Guarda Municipal aborda 189 motoristas durante blitz da Lei Seca no Norte da Ilha

Atualizado

Uma blitz da Guarda Municipal de Florianópolis resultou na abordagem de 189 condutores em Santo Antônio de Lisboa, no Norte da Ilha, na noite desta sexta-feira (28). Durante a ação, que tem o objetivo de identificar motoristas dirigindo embriagados, cinco pessoas se recusaram a fazer o teste do bafômetro e uma foi flagrada dirigindo sob a influência de álcool.

Blitz desta sexta-feira foi realizada em Santo Antônio de Lisboa, no Norte da Ilha – PMF/Divulgação/ND

A fiscalização, que mobilizou 19 agentes, foi realizada na rua Padre Lourenço de Andrade. Assim como a blitz realizada na noite de quinta-feira (27), no bairro Santa Mônica, a operação durou pouco mais de duas horas e meia.

Segundo a Guarda Municipal, os condutores que se recusaram a fazer o teste do bafômetro têm idade média de 29 anos. Assim como o condutor pego dirigindo sob a influência de álcool, que foi flagrado com 0,28 mg/L de álcool no sangue, eles serão autuados em R$ 2,934,70.

Um condutor, conforme o balanço divulgado na manhã deste sábado (29), foi flagrado dirigindo com a CNH vencida há mais de 30 dias. Ele foi autuado em R$ 293,47. Além disso, dois veículos precisaram ser removidos como medidas administrativas.

O subcomandante da guarda municipal de Florianópolis, Ricardo Pastrana, explica que os condutores podem ser autuados na Lei Seca de três diferentes formas. Na primeira, quando se recusam a fazer o teste do bafômetro – neste caso, são autuados e recebem a multa. Na segunda, quando fazem o teste e o nível de álcool constatado não ultrapassa 0,33 mg/L – desta forma, caem na medida administrativa e recebem multa. Caso o nível de álcool seja superior a 0,34 mg/L, o condutor recebe a medida administrativa e é preso.

Mais conteúdo sobre

Polícia