Conteúdo por Gazeta Esportiva

Herói em Toulon, Ivan compara defesa de pênalti com estreia contra o Corinthians

O goleiro Ivan foi um dos principais protagonistas da Seleção Brasileira Sub-23 no Torneio de Toulon, vencido no último sábado, nos pênaltis, contra os japoneses. O jogador da Ponte Preta, aliás, pegou a última cobrança e, a caminho do Brasil, comparou a conquista com a sua estreia contra o Corinthians, quando também pegou a penalidade de Jadson.

“Foi tão especial quanto minha estreia pela Ponte Preta contra o Corinthians quando peguei o pênalti do Jadson. A felicidade e a grandeza foram as mesmas e estou feliz demais por levar esse caneco para o Brasil”, observou o jovem de 21 anos.

O Brasil chegou à grande final e abriu o placar com Antony, porém os japoneses empataram com Ogawa ainda no primeiro tempo, levando a decisão para os pênaltis. Todos acertaram suas cobranças, mas, na última, Ivan foi para o lado certo e pegou a penalidade, dando o título à Seleção.

“A ficha não caiu ainda. Estou muito feliz por ter ajudado o Brasil a conquistar esse título e pensar que na minha primeira convocação pude ajudar a Seleção Brasileira, chegar numa final representando meu país e ainda ter pego um pênalti… É incrível”.

O arqueiro também falou sobre o torneio pré-Olímpico, em janeiro de 2020, que vale vaga para as Olimpíadas de Tóquio. “A conquista do Torneio de Toulon fasso importante visando às pré-olimpíadas no ano que vem, espero poder voltar a ser convocado . Enquanto isso farei meu melhor pela equipe da Ponte Preta e espero poder voltar a defender a camisa amarela

Agora, as atenções se voltam para a Série B. Antes, porém, Ivan e companhia terão folga até o dia 24 devido à pausa para a Copa América.

Notícias