Homem assassinado na frente da filha pode ter sido morto por engano, em Joinville

O homem assassinado na frente da filha no sábado (10), com cerca de dez disparos, na Zona Norte de Joinville, pode ter sido morto por engano. Essa é uma das hipóteses apontadas pela polícia durante as investigações, que estão em andamento.

Suspeita é que vítima tenha sido morta por engano – Rolf Otto/ND

A suspeita é de que ele tenha sido confundido com integrante de uma facção criminosa. Porém, de acordo com o delegado Dirceu Silveira Júnior, da Homicídios, nenhuma hipótese deve ser descartada.

“Nós ouvimos algumas testemunhas, mas ainda são informações rasas, muito preliminares. Então, no momento, todas as linhas estão sendo consideradas”, comentou.

Nesta semana, a polícia deve ouvir novas testemunhas para tentar identificar os autores do crime.

Relembre o caso

O homem foi morto no último sábado, no bairro Jardim Paraíso, Zona Norte de Joinville. Ele estava em um carro junto com a filha de quatro anos, quando foi alvejado com pelo menos dez disparos de arma de fogo.

Após ser atingida, a vítima perdeu o controle do veículo e bateu no muro de uma casa. Os suspeitos pelo crime fugiram e ainda não foram localizados.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Polícia