Homem é detido após tentar incendiar casa com mulher e filha dentro em Chapecó

Atualizado

Um policial de folga impediu uma tentativa de feminicídio na noite deste sábado (28), em Chapecó, na região Oeste de Santa Catarina. De acordo com a PM (Polícia Militar), as guarnições foram acionadas por volta das 21h45, pois um homem estaria ateando fogo na residência tentando matar os familiares no bairro Quedas do Palmital.

Parede da casa estava parcialmente queimada – Foto: PMSC/Divulgação/ND

Chegando ao local, os policiais encontraram líquido inflamável espalhado por toda a residência, paredes e cadeiras parcialmente queimadas e o autor do crime estava detido por um policial militar de folga.

O policial relatou que estava nas proximidades e recebeu a informação do que estava acontecendo de um conhecido. Ele foi até o local e conseguiu deter o autor. Com a ajuda da filha do casal, de 22 anos, conseguiu também apagar as chamas e impedir que algo mais grave acontecesse.

“Ao chegar no local me deparei com o portão trancado com o cadeado, visualizei o autor com uma faca em mãos correndo atrás da vítima com galão de gasolina embaixo dos braços, pulei a grade então o autor correu para o interior da residência e ateou fogo. Consegui imobilizá-lo e tirar a faca dele e, com a ajuda da filha conseguimos apagar as chamas da mobília”, contou o policial.

Líquido inflamável foi encontrado no local – Foto: PMSC/Divulgação/ND

Leia também:

Coronavírus teria gerado discussão

O homem, de 61 anos, estava com um galão de gasolina ateando fogo na residência e ainda portava uma faca na cintura.

Policial de folga agiu para evitar incêndio na residência – Foto: PMSC/Divulgação/ND

A vítima principal, esposa do autor, mulher de 55 anos, relatou que apenas solicitou ao seu marido para que lavasse as mãos por prevenção devido ao perigo contágio do coronavírus, este se demonstrou irritado e passou a proferir palavras de baixo calão e depois seguiu.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor, foram apreendidos os objetos utilizados na prática do crime e tudo foi encaminhado à Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, juntamente com as vítimas e testemunhas, para os procedimentos cabíveis. Conforme a PM, o homem tinha passagens por lesão corporal, tráfico de drogas e ameaça.

Mais conteúdo sobre

Polícia