Homem é preso em Palhoça por divulgar pornografia infantil

Um homem de 23 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (16), em Palhoça, por divulgar imagens de cunho sexual de crianças e adolescentes. A prisão é parte da Operação Pesadelo, deflagrada pela Polícia Federal. O objetivo é repreender a produção, armazenamento e divulgação na internet de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes.

A pena do acusado pode chegar até a 18 anos de prisão – Foto: PF/Divulgação

Oito policiais participaram da operação na manhã desta quarta-feira, cujo resultado imediato foi a prisão do home, cuja identidade não foi divulgada. No entanto, sabe-se que ele é funcionário de uma lanchonete. Também foram apreendidos equipamentos eletrônicos utilizados nos crimes. O material foi apreendido após diligências de busca em imóveis nas proximidades da praia do Sonho.

Leia também:

As penas para os crimes de produção, posse e transmissão desses arquivos ilegais podem chegar a 18 anos de prisão.

Investigações

As investigações foram iniciadas há pouco mais de 4 meses, conforme relatório produzido pela URCOP (Unidade de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal). No entanto, o trabalho foi feito em cooperação com autoridades do Canadá (Canadian Police Centre for Missing and Exploited Children).

Essas investigações identificaram um usuário de aplicativo de mensagens que realizou a transmissão de diversos arquivos contendo cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.

O nome da operação faz alusão à aflição causada pela transgressão à dignidade sexual de crianças e adolescentes, bem como à perturbação associada à sensação opressiva.

Polícia