Homem é preso por tentativa de homicídio contra filha de oito meses no Planalto Norte

Atualizado

Um homem foi preso na manhã deste domingo (16), em São Bento do Sul, no Planalto Norte, por tentativa de homicídio qualificado contra a filha de apenas 8 meses de idade.

De acordo o delegado regional Odair Rogério Sobreira Xavier, o homem agrediu a esposa e a filha que estava no colo dela por três vezes seguidas. Primeiro, ele desferiu socos contra a esposa, na região do rosto, acertando também a criança.

Delegacia de Polícia de São Bento do Sul – Foto: Reprodução Google Maps/Divulgação ND

A mãe teria alertado que ele estava machucando a criança. Segundo apurou a polícia, o agressor parou por uns dois minutos e depois voltou a dar socos contra a mulher e a criança. “Ele não se importou que estava acertando a criança”, comentou  o delegado.

Na terceira vez que o homem foi para cima das duas, ele desferiu socos contra a mãe e a criança e chutes na mãe, completa Odair Sobreira. O homem, então, tomou a criança dos braços da mãe, que conseguiu chamar socorro.

O caso aconteceu por volta das 8 horas deste domingo no bairro Serra Alta. A Polícia Militar chegou ao local e convenceu o homem a entregar a criança, que imediatamente foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada ao hospital da cidade.

A menina passou por exame de corpo de delito, que comprovou a gravidade das agressões – traumatismo craniano e vários hematomas no rosto. Ainda neste domingo, a criança foi transferida para o Hospital Infantil, em Joinville, onde deu entrada por volta das 16 horas e ficará internada em observação. Seu estado clínico é estável.

O homem e a mulher foram encaminhados pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia. A mulher também teve lesões e após prestar depoimento foi liberada.

O agressor foi preso por tentativa de homicídio qualificado contra criança, lesão corporal e ameaça a companheira e posse ilegal de armas (um revólver calibre 38 com seis munições). A arma, segundo o delegado, é de São Paulo.

O homem foi encaminhado ao presídio de Mafra e nos próximos dias deve passar por audiência de custódia. O caso será finalizado pela DPCAMI de São Bento do Sul no prazo de 10 dias.

“Nosso entendimento é de que foi um crime grave, uma tentativa de homicídio. Ele assumiu o risco de matar a criança”, reforça o delegado regional.

Na noite anterior ao crime, acrescenta o delegado, houve um churrasco na casa do agressor com um casal de amigos. O morador também teria brigado com o casal e consumido álcool.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Polícia