Homem esconde celular em panela de macarrão para fugir da polícia, na Grande Florianópolis

Um homem suspeito de assaltar uma loja foi encontrado em seu apartamento logo após o crime, em São João Batista, na Grande Florianópolis. O caso ocorreu nessa quarta-feira (19).

Os policiais se surpreenderam com a criatividade do autor, que escondeu um dos produtos do roubo, um celular, dentro de uma panela de macarrão, como forma de despistar a Polícia Militar.

Homem escondeu celular roubado dentro de panela de macarrão – Divulgação

Segundo a PM, tudo começou quando guarnições do município foram acionadas para atender uma ocorrência de roubo em uma loja de artigos para bebê, localizada na rua José Antônio da Silva.

Testemunhas contaram que um homem entrou no local anunciando o assalto e ameaçando estar armado. Ele levou todo o dinheiro do caixa e também um celular de cor dourada.

Os policiais colheram imagens de segurança do local e começaram as buscas pelo suspeito na região. Eles também utilizaram o rastreamento do celular roubado para chegar até um condomínio no bairro Ribanceira.

Ainda seguindo o sinal do celular, os policiais foram parar em um apartamento, onde encontraram um jovem de 23 anos. Ele foi questionado e afirmou que, momentos antes, estava no centro do município vendendo salgados.

Policiais acharam no apartamento as roupas usadas no crime e também os produtos do roubo – Divulgação

Os policiais não se convenceram e continuaram questionando o rapaz. Segundo a PM, ele, então, confessou que havia assaltado a loja, utilizando uma faca de cozinha.

O suspeito disse também que escondeu o celular dentro da panela de macarrão cozido ao perceber a presença dos policiais no condomínio.

O jovem falou que jogou a bateria do aparelho no ralo do banheiro e que o dinheiro do roubo estava no bolso de um shorts. Ele afirmou que gastou parte da quantia roubada em uma mercearia.

Os policiais deram voz de prisão e encaminharam o homem à Delegacia de Polícia, junto aos pertences recolhidos no local.

Mais conteúdo sobre

Polícia