Homem que esfaqueou namorada em Joinville pode ter agido por ciúmes

Atualizado

O homem que esfaqueou uma jovem de 20 anos na tarde desta terça-feira (21), em Joinville, no Norte do Estado, pode ter agido por ciúmes. O suspeito foi preso ainda na terça e passará por audiência de custódia nesta quarta-feira (22).

A faca utilizada no crime foi encontrada a cerca de 100 metros do local do crime – Foto: ND+

O caso ocorreu em um estabelecimento na zona Norte da cidade. A mulher estava no trabalho, quando o homem a agrediu com golpes de faca. Em entrevista à NDTV, uma testemunha, que não quis se identificar, informou que encontrou o suspeito momentos antes do crime.

“Ele ligou pedindo para entregar um açaí em um endereço próximo do restaurante. Quem geralmente entrega é ela (vítima), mas nesse dia eu resolvi entregar. Quando cheguei no local encontrei o suspeito, que perguntou por ela. Foi aí que eu disse que ela estava no restaurante trabalhando”, conta.

Após o encontro, o suspeito, então, teria ido até o restaurante e tentado conversar com a vítima, que o ignorou. Segundo testemunhas, a jovem saiu para tirar o lixo, momento em que o homem chegou e a esfaqueou. Os golpes atingiram a região do tórax, ombro, cervical e braços.

Câmeras de monitoramento teriam flagrado o momento em que o suspeito, junto com outro homem, foge do estabelecimento. Na fuga, ele abandonou a faca usada no crime em um terreno baldio próximo ao restaurante.

Segundo a família, casal havia brigado no sábado

Segundo familiares da vítima, os dois moravam juntos e haviam brigado no último sábado (18). Inclusive, o suspeito teria a agredido, o que fez com que ela se mudasse para casa do irmão.

A família afirma ainda que vinha conversando com o suspeito via aplicativo de mensagens, e o mesmo alegava, antes do crime, que não faria nada com a jovem.

Após o crime, a vítima foi encaminhada ao Hospital São José. Segundo informações da assessoria da unidade, a paciente está estável e em recuperação.

Suspeito passará por audiência de custódia

O homem foi preso junto com um amigo, que teria participado do crime, nesta terça-feira, em São José dos Pinhais, no Paraná. Após a prisão, eles foram encaminhados à Central de Polícia de Joinville.

De acordo com o delegado Celso Pereira de Andrade, em depoimento, o suspeito informou que só iria se manifestar em juízo. Apesar de não ter revelado o motivo, a suspeita da polícia é de que o crime tenha ocorrido por ciúmes.

Ainda segundo o delegado, o suspeito não tinha antecedentes criminais. A respeito do inquérito, agora, ele aguarda o depoimento da vítima para o prosseguimento das investigações.

Leia também:

Polícia