Homem registra filho da amante no nome da esposa em SC

Um homem teve um filho com sua amante, mas na hora de registrar o bebê no cartório deu os documentos da esposa. O caso inusitado ocorreu na Serra catarinense.

A esposa descobriu tudo e exigiu uma retificação do registro de nascimento e também uma certidão negativa de maternidade. O homem alegou que entregou os documentos da esposa por engano para o registro do bebê, já que é semi-analfabeto.

A esposa “oficial” também tinha tido um bebê seis meses antes de o filho da amante nascer, portanto, não poderia ser mãe dessa criança.

O caso foi parar na Justiça e o juízo de primeiro grau ouviu todos os envolvidos no caso, incluindo o filho da amante que hoje tem 28 anos de idade. Um exame de DNA chegou a ser cogitado, mas como todos confirmaram a história, a análise foi dispensada.

A decisão judicial determinou a retirada o nome da esposa “oficial’ do registro de nascimento do rapaz de 28 anos e a correção do nome da mãe no documento.

Confira a reportagem do Programa SC no Ar:

Mais conteúdo sobre

Geral