IGP confirma identidade de corpo de idoso desaparecido no Campeche após 86 dias

Atualizado

O IGP (Instituto Geral de Perícias) confirmou, nesta sexta-feira (11), a identidade de Antônio José da Luz Amaral Filho, de 83 anos. O idoso havia desaparecido no bairro Campeche, em Florianópolis, no dia 1° de junho. O corpo dele foi encontrado no dia 18 de julho e ficou no IML (Instituto Médico Legal) desde então, aguardando a identificação e liberação.

IGP confirmou a identidade da vítima – Foto: Divulgação/ND

De acordo com o filho do idoso, Antônio José da Luz Amaral Neto, foram 86 dias de espera até a liberação do laudo pelo IGP. Ele relatou que a justificativa da demora era por causa da “complexidade do caso”.

Até o final da tarde desta sexta-feira, o corpo ainda não havia sido liberado do IML.

Expectativa por velório

Segundo Antônio, caso o corpo seja liberado ainda nesta sexta, o velório e cremação devem acontecer neste domingo (20), na Capela Vaticano do Cemitério do Itacorubi, em Florianópolis. Caso leve mais tempo, as cerimônias devem ser transferidas para o Crematório Vaticano de Palhoça.

De acordo com o IGP, o laudo divulgado nesta sexta-feira foi apenas referente ao DNA do corpo encontrado no dia 18 de julho.

Em relação ao que causou a morte do idoso, o órgão afirmou não poder comprovar as causas pelo estado avançado de decomposição em que o corpo estava quando foi encontrado.

Ainda conforme o IGP, os resultados demoraram porque dependeram de uma coleta bem sucedida. Amostras dentárias e digitais não foram possíveis de serem identificadas. A identificação foi feita por um exame de DNA.

Conforme o delegado Ronaldo Moretto, da 2ª Delegacia de Polícia do Saco dos Limões, ainda não há novidades sobre o caso. A polícia aguardava a conclusão do laudo do IGP para dar prosseguimento às investigações.

O filho do idoso afirmou que a família vai entrar em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado já na próxima semana, para cobrar o andamento das investigações.

“Queremos a investigação para saber as causas da morte. Como ainda não sabemos, não podemos fazer um juízo do que houve”, lamentou Antônio.

Relembre o caso

O corpo de Antônio José da Luz Amaral foi encontrado em um matagal do bairro Campeche, em Florianópolis, no dia 18 de julho. O idoso estava desaparecido desde o dia 1° de junho.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Polícia