Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


IMA volta a alertar sobre vandalismo em placas que indicam balneabilidade das praias

Placa adulterada na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis – Foto: Divulgação/ND

O IMA (Instituto do Meio Ambiente de SC) voltou a alertar sobre vandalismo das placas que indicam a situação de balneabilidade das praias. Nesta semana foram registradas novas ocorrências de retirada ou adulteração da sinalização que indica se o ponto está próprio ou impróprio.

O instituto pediu uma atenção especial em sete locais do litoral catarinense (confira abaixo), onde “os atos são mais frequentes”, cinco deles em Florianópolis. O IMA chama a atenção dos usuários para as cores, pois a impropriedade é sinalizada não apenas pela palavra, mas também pela cor vermelha. Por isso, mesmo que alterada, a cor permanece indicando que o local não está adequado para mergulho.

Há duas semanas, o gerente de laboratório e medições ambientais, Marlon Daniel da Silva, disse à coluna que o instituto está tendo “trabalho redobrado” para garantir que os frequentadores das praias tenham informações corretas sobre a situação de balneabilidade da água. Marlon lembrou que, em caso de dúvida, as pessoas podem conferir a situação de balneabilidade dos pontos pelo site balneabilidade.ima.sc.gov.br.

Locais com ocorrências frequentes:
_ Ponto 02, em Barra Velha (em frente à Rua Humberto Pimentel) – placa colocada em 27 de janeiro e retirada no dia seguinte

_ Ponto 04, em Bombinhas (Rua Tiriba) – placa instalada no final de dezembro de 2019, mas foi retirada do local

_ Ponto 70, na Praia de Ponta das Canas, em Florianópolis (em frente à rua Alcina Jannis) – adulteram ou retiram o selo de IMPRÓPRIO.

_ Ponto 83, na Praia de Ponta das Canas, em Florianópolis (em frente à rua Alcina Jannis no Canal) – a placa foi retirada do local.

_ Ponto 57, na Praia dos Ingleses, em Florianópolis (em frente à rua do Siri) – adulteram ou retiram o selo de IMPRÓPRIO.

_ Ponto 56, na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis (em frente ao trevo dos Ingleses) – alteram o selo cortando a parte do “IM”.

_ Ponto 80, na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis (em Frente à Rua Dep. Otacilio Costa) – alteram o selo cortando a parte do “IM”.