Importante via de SC, BR-280 fica de fora de vistoria e segue com obras em ritmo lento

Com um orçamento de R$ 89,1 milhões para 2019, as obras de duplicação da BR-280, de São Francisco do Sul a Jaraguá do Sul, continuarão a caminhar em ritmo lento. Após visita a Santa Catarina nessa segunda-feira (17), o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, inaugurou e visitou uma série de obras, com exceção do trecho.

Serviço de terraplanagem durante obras de duplicação na BR-280 – Prosul/Divulgação/ND

Segundo o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Santa Catarina, o valor a ser investido neste ano está abaixo da necessidade e capacidade de execução dos serviços contratados.

Leia também:

Previsão de obras em 2019, conforme o Dnit:

Lote 1 – Segmento do início ao KM 36,68

Cerca de R$ 19,7 milhões, de restos a pagar, deverão ser investidos neste ano no trecho entre Araquari e São Francisco do Sul.

Está prevista a conclusão do segmento do viaduto do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), um total de 600 metros de implantação, pavimentação, obras de arte complementares, sinalização da rodovia e vias laterais, do quilômetro 26,7 ao 27,3.

Também deverá ser executada terraplenagem no contorno de São Francisco do Sul, do quilômetro 6,2 ao 7,0.

Lote 2.1 – Segmento do KM 36,68 ao KM 50,74

Neste lote, entre a BR-101 e Guaramirim, devem ser investidos R$ 20 milhões previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019 do governo federal, mais R$ 4,2 milhões aproximadamente de restos a pagar.

Os recursos permitirão a conclusão de 10,24 quilômetros de terraplenagem, do quilômetro 40,5 ao 50,74 e conclusão de 3,74 quilômetros de pavimentação, do quilômetro 47 ao 50,74.

Também devem ser concluídas as obras de contenção nas interseções 2, no viaduto da Dibrape, quilômetro 46,78, e na interseção 3, viaduto da Caixa d’Água, quilômetro 48,7.

Ainda estão previstas obras de arte especiais: dois viadutos e as lajes pré-moldadas da ponte sobre o rio Piraí.

Lote 2.2 – Segmento do KM 50,74 ao KM 74,58

Do valor previsto na LOA para a duplicação de toda a rodovia, R$ 65 milhões estão destinados a este lote, o chamado contorno viário que dará um novo traçado à rodovia a partir de Guaramirim, passando por Schroeder e Jaraguá do Sul.

Em termos de execução física em 2019, a expectativa é concluir 3,6 quilômetros de terraplenagem, pavimentação e obras de arte complementares, do quilômetro 50,74 ao 54,5.

De obras de arte especiais, estão previstos quatro viadutos, entre eles sobre a rua Caixa d’Água, sobre ferrovia e sobre Rodovia do Arroz.

Já no emboque oeste do túnel do Morro Vieira, prevê-se a execução total da consolidação, com Jet Grouting, técnica de melhoramento de solos realizada diretamente no interior do terreno sem a necessidade de escavação prévia.

Mais conteúdo sobre

Infraestrutura