Janeiro termina com 14 casos de homicídio em Joinville

No sábado Claudia Mara Koppe foi assassinada na frente do filho de 12 anos. Outras duas tentativas foram registradas na madrugada de domingo

Joinville registrou no sábado o 14º caso de homicídio do ano, o primeiro contra mulher no período. O crime aconteceu por volta das 12h no bairro Boehmerwald, na zona Sul. Claudia Mara Koppe, 44 anos, foi assassinada dentro de casa, na rua Frederico Félix Carstens, na frente do filho Guilherme, de 12 anos.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito efetuou vários disparos e depois fugiu do local. Ele teria entre 18 e 20 anos e seria conhecido da vitima, ainda não há confirmação da identidade do suspeito.

Claudia tinha vários boletins de ocorrência por ameaça e agressão contra o ex-marido. Ela trabalhava como técnica de enfermagem no Hospital Municipal São José. A unidade de saúde emitiu uma nota de pesar em sua página no Facebook, amigos de trabalho e pacientes da vítima afirmaram que a profissional era querida e dedicada.

“Realmente uma notícia triste, a Claudia era destas pessoas que faziam a diferença, sempre alegre, brincalhona, disposta e muito boa. Fará uma falta danada, com certeza todos, principalmente, os transplantados que a conheciam sentirão muito. Deus possa confortar os filhos, amigos e familiares. Alcione e Maria (transplantada)”, escreveu Alcione Luiz Sebold.

Divulgação/ND

Claudia era técnica em enfermagem no hospital São José e muito querida pelos amigos

Em sua página pessoal, inúmeras mensagens detalhavam o quanto Claudia era querida, recados de amigos, do filho, da irmã e da filha mais velha, Camila Maiara Koppe. “Mãe ainda não acredito que você se foi assim tão rápido, não consegui me despedir, não acredito que você se foi meu anjo, ta doendo tanto, se tu soubesse, nunca pensei que isso ia acontecer contigo, só Deus sabe a barra que vai ser viver sem você, conte comigo para cuidar do meu irmão, eu e o Diogo iremos dar o nosso melhor, obrigada por tudo, me desculpe pelas falhas e por ser tão impotente perante este acontecimento, mas espero que a justiça seja feita, que Deus nos dê muita força para seguir, eu sei que você queria que nos fizesse uma festa pra você quando o teu dia chegasse, mas é impossível comemorar algo tão cruel, que Deus te receba de braços abertos, e sei que um dia iremos nos reencontrar, te amo pra sempre! Com todo o meu coração”, desabafou.

Com esta morte, Joinville fecha o mês de janeiro com 14 homicídios, se for considerado nesta estatística o corpo encontrado carbonizado no dia 23, em um matagal no Parque Guarani e que a família acredita ser de Neri Oscar da Rosa, 63 anos.

Madrugada tem duas tentativas de homicídio

Duas tentativas de homicídio foram registradas na madrugada deste domingo, 31, nos bairros Paranaguamirim e Morro do Meio. Na rua Ministro Marcos Freire, no Paranaguamirim, zona Sul, Lucas César dos Santos, 23 anos, levou dois tiros, foi socorrido e encaminhado em estado grave para o Hospital Municipal São José. Até o fim da tarde deste domingo ele continuava internado, apesar de estável, seu estado de saúde ainda era grave.

No Morro do Meio, zona oeste, umaa tentativa de assassinato foi registrada na rua Reino Unido, José Aparecido Dias, 39 anos, foi atingido por um golpe de faca no peito e encaminhado, pelo Samu,  também para o hospital São José. O estado de saúde dele inspira cuidados. A polícia está investigando os casos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...