Joinville tem mais de 2.000 focos de mosquito da dengue e bairros infestados

A Prefeitura de Joinville, por meio da Vigilância Ambiental, divulgou nessa terça-feira (6) os dados a respeito da situação da dengue no município. Joinville é atualmente a cidade do Estado com o maior número de focos positivos.

Cidade tem a maior quantidade de focos do mosquito no estado – Divulgação

Até o início de agosto, foram registrados 2.193 focos, quase três vezes mais em relação ao ano passado, em que havia 806. Os bairros mais infestados são Boa Vista (328), Itaum (200), Fátima (195), Bucarein (166) e Guanabara (141).

De acordo com a coordenadora da Vigilância Ambiental, Nicoli dos Anjos, a principal preocupação é o aumento no número de focos durante o inverno, estação em que o desenvolvimento do Aedes Aegypt é menor.

Segundo ela, a prevenção continua sendo a melhor opção para evitar a proliferação do mosquito e, por isso, a comunidade deve ficar atenta e eliminar os focos.

“Os ovos do mosquito podem ficar hibernados por até 500 dias e eclodir na presença de água. Daí a importância de evitar a água parada em qualquer objeto”, afirma Nicoli.

Leia também:

Além do trabalho realizado pelos agentes da Secretaria de Saúde e moradores, a Vigilância Ambiental também realiza, com o apoio dos soldados do exército, mutirões para acabar com os focos da dengue.

No ano passado, em Joinville, duas pessoas contraíram a doença dentro da cidade. Ambas foram medicadas e estão curadas.

Em casos de suspeita de foco do mosquito, os moradores podem fazer a denúncia para a Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, no telefone 156.

Caso o foco seja confirmado, o proprietário e/ou morador recebe orientações e, se não segui-las, fica sujeito a multa de 2 a 10 UPM’s (Unidade Padrão Municipal). Em agosto, o valor da UPM é R$ 293,90.

Mais conteúdo sobre

Saúde