Jornalista argentino morreu por afogamento na praia de Canasvieiras, diz IML

Laudo foi divulgado pelo Instituto Médico Legal na tarde desta quinta-feira (6); corpo já foi liberado

O jornalista argentino Marcelo Leonel Pagliaccio, de 32 anos, é a terceira vítima fatal de afogamento na praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de Santa Catarina, nesta temporada.

Pagliaccio trabalhava no jornal argentino Olé e tinha 32 anos – Foto: Olé/Divulgação/NDPagliaccio trabalhava no jornal argentino Olé e tinha 32 anos – Foto: Olé/Divulgação/ND

O laudo que atesta a causa da morte foi divulgado na tarde desta quinta-feira (6), pelo IML (Instituto Médico Legal) e o corpo já foi liberado, após reconhecimento por um irmão da vítima.

Pagliaccio tinha participado de uma festa na praia de Canasvieiras e entrou no mar com um grupo de amigos, por volta das 6 h de quarta-feira (5). Depois de meia hora, o argentino passou mal e foi retirado da água pelos amigos.

A vítima estava em grau 4 de afogamento (nível vai de 1 a 6) e foi socorrida por uma ambulância do Corpo de Bombeiros.  Em seguida, foi levada ainda com vida à UPA Norte, mas teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Leia também:

Desde a obra de engordamento da faixa de areia, pelo menos cinco afogamentos, sendo dois com morte, foram registrados na praia de Canasvieiras. O local não tem histórico desse tipo de ocorrência, por isso a sinalização da praia foi reforçada após alerta dos bombeiros.

Repercussão na Argentina

A morte de Pagliaccio, que trabalhava no jornal esportivo Olé, repercutiu entre os colegas de trabalho no país vizinho. “Como entender ou aceitar que isso aconteceu com você justamente nas suas férias dos sonhos em Florianópolis? Ver o amanhecer e entrar no mar tornou-se uma ideia fatal”, escreveram os colegas de trabalho dele, no editorial do jornal Olé, nesta quinta-feira (6).

O repórter acumulou uma trajetória de dez anos escrevendo sobre futebol no jornal argentino Olé, onde trabalhou desde os seus 22 anos. Essas férias marcavam uma década de atuação no jornal. O Olé publicou um editorial lamentando a morte do repórter.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias