Junho Vermelho chama a atenção para a doação de sangue em Santa Catarina

Nesta quarta-feira é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Hemosc reforça a importância da doação

O mês de junho foi escolhido para ser o Junho Vermelho, com o objetivo de ressaltar a importância da doação de sangue, principalmente nessa época do ano, em que o frio e a chuva afastam os doadores dos centros de coleta. Em 2015, o governo do Estado regulamentou a lei 16.694, que instituiu o Junho Vermelho e reforçou as campanhas já existentes. A escolha não foi por acaso, já que nesta quarta-feira (14) é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, criado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 2004.

Conforme a diretora do Hemosc (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina), Denise Linhares Gerent, há em torno de 571 mil doadores cadastrados nos nove centros de coleta do Hemosc no Estado, sendo 250 mil cadastros de repetições, que doam duas vezes ou mais por ano. “Queremos parabenizar e agradecer os doadores, que de maneira singela se preocupam com a vida do outro. A doação de sangue hoje é fundamental para a saúde pública, pois sem ela cirurgias não poderiam ser feitas. Reforço para convidar quem ainda não é doador, que se permita a esse ato de solidariedade, já que os centros têm uma baixa procura, principalmente nesta época do ano”, diz.

Diretora do Hemosc parabeniza doadores e convida a comunidade para doar sangue - Flávio Tin/ND
Denise Gerent, diretora do Hemosc, parabeniza doadores e convida a comunidade para doar sangue – Flávio Tin/ND

A servidora pública Terezinha Rodrigues, 50 anos, foi ao Hemosc de Florianópolis na tarde desta terça-feira (13) para doar sangue pela 16ª vez. “É um ato de solidariedade que me traz prazer. Saio daqui sempre muito feliz. Comecei a doar sangue por iniciativa própria e sempre incentivo quem eu conheço”, afirma.

Conforme Denise, nesta quarta-feira a sala de coleta deve estar decorada para celebrar o Dia Mundial do Doador de Sangue.

Terezinha doa sangue pela 16ª vez nesta terça-feira - Flávio Tin/ND
Terezinha Rodrigues foi ao Hemosc nesta terça-feira e doou sangue pela 16ª vez – Flávio Tin/ND

SERVIÇO

O Hemosc de Florianópolis abre de segunda à sexta-feira, das 7h15 às 18h30

Está localizado na avenida Othon Gama D’Eça, 756, Centro

Nesta quinta-feira, o Hemosc não abre por causa do feriado de Corpus Christi.

O que é necessário para doar

Ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias

Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal

O limite de idade para primeira doação é de 60 anos

O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo

Pesar acima de 50 kg (com desconto de roupas)

Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG, carteira profissional, carteira de motorista, etc.

Ter repousado bem na noite antes da doação

Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas quatro horas que antecedem a doação

Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas

Evitar ir acompanhado com crianças, sem acompanhantes

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...