Justiça arquiva processo contra deputado Daniel Freitas por violência doméstica

Atualizado

Nesta sexta-feira (15), a Justiça arquivou o processo que apura o caso de violência doméstica contra o deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC), por falta de provas.

A companheira do parlamentar registrou ocorrência contra o deputado ainda no início de 2020, na delegacia de Balneário Rincão, no litoral sul catarinense. O arquivamento da denúncia foi confirmado pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina).

Deputado federal Daniel Freitas (PSL) – Foto: Arquivo Pessoal/Facebook/ND

Leia também:

A conclusão do Tribunal de Justiça entra em consonância com àquela da delegada Juliana de Freitas Zappelini, da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) de Criciúma, e com a decisão da promotora Júlia Trevisan da 3ª Promotoria de Justiça de Içara.

Todas as instâncias se manifestaram pelo arquivamento do processo que investiga o deputado. O processo poderá ser reaberto no caso de surgirem novas provas. Como a investigação envolvia uma suspeita de violência doméstica, o caso correu em segredo de Justiça.

Mais conteúdo sobre

Justiça