Justiça autoriza interdição de hotel em Bombinhas e dá 48 horas para evacuação do local

Atualizado

A justiça autorizou no começo da noite desta terça-feira (5) a interdição do Hotel Summer Beach, em Bombinhas. O empreendimento de luxo tem 125 quartos. A juíza da Comarca de Porto Belo, Janiara Maldaner Corbetta, deu prazo de 48 horas para que o estabelecimento seja evacuado. A decisão foi comemorada pelo prefeito de Bombinhas, Paulo Dalago Muller, em vídeo divulgado nas redes sociais.

O empreendimento tem sido alvo de várias fiscalizações, já que frequentemente o sistema de tratamento de esgoto apresenta problemas - Divulgação/PMB/ND
O empreendimento tem sido alvo de várias fiscalizações, já que frequentemente o sistema de tratamento de esgoto apresenta problemas – Divulgação/PMB/ND

Segundo o prefeito, a interdição e desocupação do hotel é uma vitória. “Conseguimos o que queríamos. O hotel não pode mais ter hospedes. Isso vai acabar. E a hora que o proprietário conseguir fazer um novo sistema de esgoto, ele vai na justiça. Eu digo, que com muita luta, muita dedicação, muitas noites sem dormir, conseguimos a interdição do hotel”, destacou o prefeito.

O empreendimento tem sido alvo de várias fiscalizações, já que frequentemente o sistema de tratamento de esgoto apresenta problemas. Moradores das proximidades já flagraram várias vezes o esgoto saindo pela calçada do hotel. O estabelecimento fica no bairro Bombas.

Mais conteúdo sobre

Região

Nenhum conteúdo encontrado