Suspeito de matar mãe e filha em Blumenau deve ir vá a júri popular

Atualizado

O suspeito de assassinar Inês do Amaral, 57 anos, e Franciele Will, 30, deve ir a júri popular. Anderson Nakamura, 27 anos, é acusado de matar mãe e filha dentro da casa delas, em Blumenau, no Vale do Itajaí.

Mãe e filha foram mortas dentro de casa, no bairro Tribess, em Blumenau – Foto: Reprodução/RICTV

A decisão da Justiça blumenauense é desta terça-feira (21). Nakamura responderá por homicídios qualificados. Porém, a defesa pode recorrer.

Leia também

Quase um ano após o crime, em maio de 2019, Nakamura foi preso em Lages. À época, a Polícia Civil concluiu o inquérito do crime que até então estava sem respostas.

De acordo com o documento assinado pela promotora Luciana Filomeno, Nakamura, que era próximo à família, foi até a casa das vítimas em abril de 2018 e durante uma discussão com Inês a golpeou. Ele teria levado Inês desacordada até o quarto dela.

A mulher despertou e, nesse momento, o assassino teria a asfixiado com as mãos. Nakamura teria esperando Franciele voltar à residência. Os dois haviam se visto no começo da manhã, quando ele chegou ao local. Franciele foi morta com diversas facadas.

Contraponto

A advogada de Nakamura, Cris Chelly de Oliveira, explica que a defesa recorrerá ao Tribunal de Justiça, em Florianópolis, dentro do prazo previsto (cinco dias).

“Nós somos desfavoráveis à pronúncia (de ir a júri popular). As provas são muito frágeis, isso é cada vez mais evidente”, disse.

No fim do ano passado foi feito o pedido de revogação da prisão, algo negado pelo juiz nesta terça-feira. Assim, a defesa recorrerá também dessa decisão à instância superior.

Mais conteúdo sobre

Justiça