‘Justiça existe para a pacificação’, diz Toffoli em primeira passagem por Santa Catarina

Atualizado

Exatamente no dia em que comemora um ano à frente do STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro Dias Toffoli se reuniu pela primeira vez com membros do Poder Judiciário catarinense na manhã desta sexta-feira (13).

Toffoli se reuniu pela primeira vez com membros do Poder Judiciário catarinense – Anderson Coelho/ND

Com o objetivo de fortalecer o diálogo entre as instituições e ampliar a aproximação com o judiciário, Toffoli conversou com magistrados no plenário do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina). Após o encontro, que durou cerca de uma hora, o ministro fez um comunicado à imprensa. Na fala ao lado do presidente do TJSC, Rodrigo Colaço, o paulistano de 51 anos defendeu o trabalho do Judiciário para a construção de uma sociedade menos conflituosa.

Leia também

“A Justiça existe para a pacificação social, para resolver aqueles conflitos que as pessoas não conseguiram resolver diretamente. Aí, o Judiciário é a instituição que traz essa pacificação”, disse.

Como presidente do STF, Toffoli também é o chefe do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Na sala do plenário, junto à imprensa, o ministro parabenizou o Estado pelos números positivos de resolução. No entanto, chamou a atenção para o grande número de judicializações no Estado. “Há um índice bastante alto de litigiosidade aqui, mas acredito que seja decorrente, talvez, de um nível maior de instrução”.

Confira o pronunciamento na íntegra:

Após o encontro no TJSC, o ministro se encontrará com o governador Carlos Moisés (PSL) na Casa da Agronômica, para um almoço com os membros do executivo estadual. À tarde, a agenda inclui uma visita ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Na parte da noite, Toffoli encerrará a visita em Santa Catarina com uma palestra no Congresso Estadual dos Magistrados, na Capital.

Toffoli comemora um ano à frente do STF – Anderson Coelho/ND

Política