Justiça julga habeas corpus de motorista de Jaguar que provocou acidente em Gaspar

Atualizado

Será julgado a partir das 14h desta quinta-feira (14) em Florianópolis o habeas corpus do motorista Evanio Prestini, 31 anos, que provocou um acidente com duas mortes na BR-470, em Gaspar. Ele está preso em Blumenau desde o dia 24 de fevereiro, teve o pedido para responder em liberdade negado pelo (TJ-SC) Tribunal de Justiça e recorreu. O colegiado da 4ª Câmara Criminal do TJ-SC  vai avaliar se mantém a decisão.

Duas jovens morreram e outras três ficaram feridas após Jaguar invadir pista contrária na BR-470 – Divulgação/ND

Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Evanio estava transitando em zigue-zague, embriagado, e ao chegar em Gaspar invadiu a contra-mão e bateu de frente com um Fiat Palio onde estavam cinco jovens. As vítimas foram Suelen Redler, de 21 anos, que morreu na hora; Amanda Grabner, de 18 anos, levada para o hospital mas não resistiu; e outra três jovens que ficaram feridas. Uma delas permanece internada na UTI do Hospital Santo Antônio, depois de ter feito cirurgia no quadril nesta quarta-feira (13).

O motorista pediu a revogação da prisão para a Comarca de Gaspar, que foi negada. Ele responde por homicídio duplamente qualificado, além de três tentativas de homicídio e crime de trânsito. Se o habeas corpus for negado novamente, ele ainda tem direito de recorrer ao STJ (Supremo Tribunal de Justiça).

Mais conteúdo sobre

Trânsito