Justiça libera pagamento de R$ 40 milhões para credores trabalhistas da Busscar

Atualizado

A Justiça de Joinville, no Norte do Estado, liberou o pagamento de R$ 40 milhões para os credores trabalhistas do grupo Busscar. A empresa teve a falência decretada em setembro de 2014, dois anos após o encerramento das atividades.

Atividades da Busscar foram encerradas em 2014 e falência foi decretada em 2014 – Foto: Arquivo/Luiz Veríssimo/ND

O valor autorizado na quinta-feira (20) pelo juiz da 5ª Vara Cível de Joinville, Edson Luiz de Oliveira, será rateado entre os credores e, ao todo, mais de 2 mil trabalhadores devem ser beneficiados com a decisão.

O juiz destacou, na decisão, os esforços para que os credores prioritários (trabalhadores) sejam pagos com os recursos disponíveis. Segundo ele, desde setembro, mais de 200 incidentes, impugnações ou habilitações foram apreciados.

O pagamento deve liquidar integralmente mais de 90% dos créditos trabalhistas habilitados e é responsabilidade do administrador judicial. O valor liberado será transferido para o administrador que iniciará os pagamentos. O prazo é de 60 dias a partir do dia 20 de fevereiro, data da decisão.

Se ao final dos pagamentos, restar saldo, esse valor é recolhido em favor da massa falida para novo rateio ou pagamento de credores que ainda possuem valores a receber.

Leia também:

Robô produzido em Joinville vai melhorar produtividade de montadora

Justiça