Justiça turca condena deputado da oposição por espionagem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Justiça da Turquia condenou nesta quarta-feira (14) o deputado Enis Berberoglu, da principal legenda da oposição do país, a 25 anos de prisão por “revelar segredos de Estado e espionagem”.

Membro do Partido Republicano do Povo (CHP), Berberoglu foi acusado de fornecer a jornalistas imagens de janeiro de 2014 que mostram caminhões -supostamente dos serviços secretos turcos- na fronteira com a Síria. Segundo ele, os veículos transportavam armas para rebeldes sírios.

Em maio de 2015, o jornal opositor turco “Cumhuriyet” publicou que as imagens provam que a Turquia fornece armas para rebeldes islâmicos, o que causou grande repercussão nacional.

O editor-chefe do “Cumhuriyet” à época do escândalo, Can Dundar, e seu representante, Erdem Gul, também estão sendo julgados pelas mesmas acusações.

A Justiça turca afirmou que as imagens vazadas têm o objetivo manipular a opinião internacional sobre a Turquia, visando associar o país ao terrorismo.

Os três ainda são acusados de ajudar a rede do pregador islamita exilado nos Estados Unidos Fethullah Gülen, denunciado pelo governo de liderar tentativa de golpe do Estado em 2016.

Os deputados do CHP condenaram a sentença e abandonaram o parlamento em protesto, dizendo que o partido irá “continuar a luta contra o fascismo”. O parlamentar Engin Altay disse que a sentença tem a intenção de intimidar a oposição.

+

Notícias

Loading...