Liberado do presídio, ex-deputado João Pizzolatti deve ir para clínica de reabilitação

O ex-deputado federal João Alberto Pizolatti deixou o Presídio Regional de Blumenau, por volta das 22h dessa terça-feira (8). O ex-parlamentar de Santa Catarina teve a liberdade provisória concedida após decisão da 6ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Ex-deputado João Pizzolatti deixou o Presídio Regional de Blumenau – Foto: Foto: Leandro Pinheiro/Governo de Roraima/Divulgação/ND

A decisão foi tomada de forma unânime pela liberação do ex-deputado. Ele se envolveu em um acidente de trânsito na SC-421, entre Blumenau e Pomerode, no Vale do Itajaí, em dezembro de 2017. Na época, ele assumiu estar alcoolizado. Um jovem de 23 anos sofreu ferimentos graves.

De acordo com a advogada de Pizzolatti, Helen Salvaro Beal, o ex-deputado irá cumprir medidas cautelares.

Conforme a defensora, ainda não é possível precisar quais são as medidas, porque o acordo ainda não havia sido publicado.

O mais provável, de acordo com a advogada, é que o ex-parlamentar seja internado em uma clínica de reabilitação para dependentes de álcool.

A Justiça havia determinado, na última quinta-feira (3), que Pizzolatti fosse levado a júri popular. Apesar de responder em liberdade, ele ainda poderá ser julgado e condenado.

Relembre o caso

O acidente que aconteceu no dia 20 de dezembro, na rodovia SC-421, em Blumenau, envolveu outros dois veículos. Paulo Marcelo dos Santos, de 23 anos, ficou com 10% do corpo queimado e teve que passar por diversas cirurgias.

O parlamentar foi filmado por moradores da região e confessou que estava embriagado no momento do acidente. Ele responde por tentativa de homicídio qualificado.

O ex-deputado foi preso enquanto estava internado em uma clínica de reabilitação para dependentes de álcool e drogas em São José, na Grande Florianópolis, em maio deste ano.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Política