Ligações suspeitas de esgoto são identificadas em Balneário Camboriú

Atualizado

Em uma semana de operação, sete locais com saídas suspeitas de esgoto foram identificados em Balneário Camboriú. Houve coleta de material para análise e o resultado deverá sair nos próximos dias.

A fiscalização iniciou há uma semana e acontece na galeria de drenagem pluvial que compreende toda a bacia do Rio Marambaia – da Rua 2001 até avenida Central – entre as avenidas Brasil e Atlântica.

Inspeção inclui captação de imagens para apurar ligações irregulares – Foto: PMBC/Divulgação/ND

O trabalho é feito por profissionais que percorrem a galeria com auxílio de scanner, captando imagens em 3D dos pontos que apresentam algum tipo de contribuição.

Emasa promove ações para combater ligações irregulares no Rio Marambaia – Foto: Reprodução/RICTV

Nesta semana, a vistoria foi acompanhada pelo prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, em um ponto da galeria na avenida Brasil, próximo à rua 51, com a existência de ligação irregular e esgoto caindo direto no Rio Marambaia.

“É inaceitável essa situação, de termos ligações irregulares com esgoto indo para os rios e praias, e não vamos medir esforços para solucionar este tema, mas a população também precisa colaborar”, enfatizou o prefeito.

Análise e lacre

A ação para combater as ligações irregulares de esgoto é feita pela Emasa (Empresa Municipal de Água e Saneamento) de Balneário Camboriú, com o trabalho de inspeção física na galeria de drenagem da bacia do Rio Marambaia.

Inspeção apura ligações irregulares em BC – Foto: PMBC/Divulgação/ND

“Foram coletadas amostras do líquido para análise e se comprovado que é contribuição proveniente de esgoto, efetuaremos o lacre”, destaca o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber

Leia também:

O trabalho faz parte do Programa “Balneário Camboriú é a Nossa Praia”, que vem executando um pacote de medidas para reduzir problemas ambientais, com foco na despoluição das águas.

O programa também inclui a obra do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, novas legislações sanitárias, fiscalizações do Programa Se Liga na Rede intensificadas e os lacres nas ligações irregulares.

Lacres em ligações irregulares

Desde novembro de 2018 o Programa Se Liga na Rede passou a lacrar as ligações irregulares de esgoto, com atenção especial à Bacia do Rio Marambaia.

Já foram feitos cerca de 92 lacres individuais e uma rede danificada, com mais de 100 contribuições, que acabava lançando esgoto diretamente na rede de drenagem pluvial.

Neste ano já foram realizadas pelo Programa mais de 15.500 vistorias, sendo somente no mês de setembro, 1.789 imóveis.

Atualmente, 5.829 (24,70%) dos imóveis vistoriados, ainda possuem alguma irregularidade na ligação de esgoto e receberam prazo para se adequarem.

“Há cerca de um ano tínhamos o dobro dessas irregularidades”, menciona o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Inspeção apura ligações irregulares em BC – Foto: PMBC/Divulgação/ND

Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto

Uma das ações mais importantes é a construção do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, uma nova rede de esgoto que atenda os bairros Pioneiros, Ariribá, Praia dos Amores, parte do bairro das Nações e Centro.

Ele terá 4.748 m de extensão – da rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da rua 2001 e da avenida Alvin Bauer, e outra interligação até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul/ embaixo da ponte do Rio Camboriú).

O emissário levará levará 50% da contribuição que chega nessas elevatórias para a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), do Nova Esperança.

Mais conteúdo sobre

Infraestrutura