Mais de 60% dos infectados por coronavírus em Chapecó já estão fora de risco

Atualizado

Dos 1.228 casos de infecção pelo novo coronavírus confirmados em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, até esta quarta-feira (17), 820 já estão recuperados. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde. O número de recuperados representa 66,7% do total. Ao menos 432 pessoas ainda apresentam sintomas da doença. 

Desde o início da pandemia, em março, 4.170 pessoas foram atendidas com sintomas respiratórios em Chapecó. Além disso, 1.981 pacientes fizeram o exame, mas tiveram o resultado negativo.

Dados atualizados nesta quarta-feira – Foto: Reprodução/ND

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 523 pacientes ainda aguardam resultado de exames. Apesar de o número ainda ser alto, o índice de novos casos confirmados teve queda significativa nos últimos cinco dias, se comparado ao mesmo período do mês anterior. 

De 13 a 17 de maio, 120 novos casos foram confirmados em Chapecó. No mesmo período de junho, foram 52 pacientes infectados. A redução de novos casos foi de 43,3%. 

Leia também:

Os dados demonstram que o vírus começou a perder força em Chapecó no início deste segundo semestre, quase três meses após as primeiras medidas de isolamento social adotadas no município. 

Contudo, diante da falta de insumos para análise dos exames de Covid-19, há redução na liberação de laudos pelo Laboratório Central (Lacen).

Chapecó/SC – Foto: Ascom/ND

Além da suspensão do transporte coletivo, o poder público decretou o fechamento de ruas, avenidas, parques, praças e também a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial. 

De acordo com Prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSL), se a taxa de infectados permanecer estável, na próxima semana pode ocorrer a liberação do transporte coletivo municipal. 

Mortes 

Seis pessoas morreram em Chapecó vítimas do coronavírus. Pelo menos quatro vítimas eram idosos entre 80 e 89 anos. Uma terceira pessoa também era idosa, na faixa dos 70 anos, e a última tinha entre 30 e 39 anos. 

Saúde