Manifestantes exigem antecipar eleições a 2020 contra polarização no Peru

Atualizado

Em meio ao aumento da polarização política entre o Executivo e o Congresso, milhares de peruanos marcharam nesta quinta-feira (5) para exigir que se adiantem as eleições presidenciais e parlamentares para 2020. A proposta foi feita pelo presidente Martín Vizcarra, que vive uma disputa com o desacreditado Parlamento liderado pela oposição. As eleições gerais do país estão previstas para 2021.

Martín Viscarra (centro) propôs que pleito previsto para 2021 seja realizado no próximo ano – Presidencia Peru/Fotos Públicas/Divulgação/ND

Os manifestantes caminharam por Lima e pelas principais cidades do Peru. Na quarta, Vizcarra afirmou que as mais recentes decisões do Parlamento buscavam intimidá-lo e pretendem “prejudicar o governo”, mas na realidade acabam por prejudicar a própria nação.

Leia também:

O presidente afirma que as tensões com o Congresso são reflexo do que tem ocorrido no Peru desde 2016, quando a líder oposicionista Keiko Fujimori perdeu a disputa presidencial, mas ganhou maioria parlamentar, o que levou o Legislativo a frequentemente obstruir o trabalho do Executivo. Fonte: Associated Press.

Mundo