Maré alta causa alagamentos e trava trânsito em Florianópolis nesta quinta-feira

Atualizado

O fenômeno da maré alta voltou a inundar vias e parques em Florianópolis na tarde desta quinta-feira (4). Entre as regiões mais afetadas estão a avenida da Saudade, na região central, o Parque de Coqueiros, no Continente, e a SC-405, no Sul da Ilha.

Trânsito é complicado na avenida da Saudade – PMF/Divulgação

Segundo a PMRv (Policia Militar Rodoviaria), o fenômeno afeta diretamente o trânsito da cidade. A formação de filas é ocasionada porque as pessoas costumam a ficar receosas em trafegar na via, desacelerando o veículo. Os alagamentos ocasionam também em bloqueio de pistas.

Parque de Coqueiros nesta quinta-feira (4) – Anderson Coelho/ND

Trânsito lento na SC-405

Ainda conforme a PMRv, a maré inviabilizou uma das três pistas da SC-405, no trecho de um quilômetro, entre o km 00 até o km 01, na região próxima ao elevado da Seta.

Leia também

Há apenas duas pistas funcionando normalmente na via, uma sentido bairro e outra sentido Centro. São registradas longas filas na região.

As pistas se alagaram por volta das 15h30. Segundo a Defesa Civil, é previsto que a situação se normalize o final desta tarde.

Entenda o fenômeno

Avenida da Saudade na tarde desta quinta-feira (4) – Divulgação/Reprodução ND

O fenômeno é influenciado tanto pela tábua de marés quanto pela ondulação ou agitação marítima. É a chamada maré meteorológica, que é formada pela atuação dos ventos que agitam o mar levando a uma maior formação de ondas e fazendo com que elas se propaguem com mais intensidade até a costa litorânea.

A maré astronômica também tem sua cota de influência e está relacionada às fases da Lua.

Confira imagens

Avenida da Saudade na tarde desta quinta-feira (4) – Divulgação/Reprodução ND

Maré alta – Fotos: Daniel Queiroz/Divulgação

Mais conteúdo sobre

Trânsito