Maré alta prejudica trânsito em trechos de rodovia em Florianópolis

Atualizado

A Epagri-Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina) emitiu nessa terça-feira (13), um comunicado alertando para a possibilidade de maré alta em diversas regiões de Santa Catarina até esta quarta-feira (14).

Naa tarde desta quarta-feira alguns pontos da SC-405 tiveram o trânsito prejudicado – Flávio Tin/ND

Na início da tarde dessa quarta-feira, trechos da SC-405, em Florianópolis, já tinham água na pista. Pessoas que passavam pela região relataram uma grande fila de carros e também informaram que trechos da rodovia estavam interditados.

Até às 16h35 desta tarde apenas uma faixa estava liberada, causando filas para o Sul da Ilha.

De acordo com a Epagri-Ciram, as cidades que podem sofrer com a maré alta nos próximos dias são: Itapoá, Ilha da Paz, São Francisco do Sul, Barra Velha, Joinville, Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna, Balneário Rincão e Passo de Torres.

Entenda a maré alta

O fenômeno é influenciado tanto pela tábua de marés quanto pela ondulação ou agitação marítima. Segundo especialistas, é a chamada maré meteorológica, que é formada pela atuação dos ventos que agitam o mar levando a uma maior formação de ondas e fazendo com que elas se propaguem com mais intensidade até a costa litorânea.

Leia também:

A maré astronômica também tem sua cota de influência e está relacionada às fases da Lua.

Tempo