Material de campanha da UFSC sobre diversidade é utilizado sem autorização

Atualizado

Um filme produzido para a campanha Diversifica UFSC, que promove a igualdade e o respeito para o público trans está sendo usado sem autorização pelo movimento intitulado “Escola sem Partido” (ESP). O material tem direitos autorais e integra a campanha coordenada pela Saad (Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades) e produzida pela Agecom (Agência de Comunicação) e TV UFSC.

Material de campanha da UFSC está sendo utilizado de forma indevida nas redes sociais – Foto: Anderson Coelho/ND

No vídeo,  alunos e professores da universidade falam sobre o direito de usar o nome social com o qual se identificam. O material foi editado e parte do vídeo, contendo o depoimento apenas de uma professora trans foi divulgado, totalmente fora de contexto, pelo ESP em seu perfil no Twitter.

Leia também:

Depois do ocorrido, a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) emitiu uma nota, na última terça-feira (11) em que manifesta surpresa com o uso indevido do material. A nota também informa que a universidade solicitou a retirada da postagem da internet, mas não obteve retorno. Assim, buscará “medidas cabíveis” no âmbito administrativo ou se for o caso, judicial, para impedir ações de discriminação, preconceito e homofobia.

De acordo com o chefe de gabinete da Reitoria, Áureo Mafra de Moraes, houve  uso indevido de imagem. “As pessoas precisam se dar conta que a universidade é um espaço cada vez mais diverso, plural e inclusivo. Isso é a universidade”, afirma.

Contestado pela universidade na rede social, o Movimento respondeu aos seus seguidores que a “UFSC está ameaçando processar o ESP por causa do vídeo. Ou seja, a UFSC não queria que vocês assistissem à fala dessa professora-travesti, que acha certo usar a profissão docente para ‘transformar pessoas’, sem dizer o que isso significa”.

A reportagem do ND+ procurou o Movimento ESP para comentar o caso, mas não obteve resposta.

A professora trans, alvo do ocorrido, preferiu não se manifestar, mas está sendo acompanhada por uma advogada.

Confira a nota da UFSC na íntegra:

A Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina manifesta-se surpresa com a circulação de vídeo em redes sociais, cuja publicação é assinada pelo movimento intitulado “Escola sem Partido”. De maneira absolutamente irregular e sem qualquer autorização, o perfil utiliza-se de material produzido para a campanha Diversifica UFSC, coordenada pela Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad/UFSC), e produzida pela Agência de Comunicação (Agecom/UFSC) e TV UFSC.

A postagem apropria-se de material protegido por direitos autorais e propriedade intelectual, e, ao mesmo tempo, fere direitos individuais de uso de imagem, igualmente sem qualquer autorização, deturpando e descontextualizando a publicação original.

Neste sentido, a UFSC informa que buscou, pelos meios regulatórios disponíveis, a retirada do material, sem obter a devida resposta de seus autores. Em decorrência disso, buscará por outras formas – no âmbito administrativo ou se for o caso, judicial – a adoção das providências cabíveis a fim de preservar direitos e impedir ações de discriminação, preconceito, homofobia ou outras atitudes que contrariem os valores institucionais de inclusão, respeito, tolerância e harmonia social.

Administração Central
Universidade Federal de Santa Catarina

Geral